ULTIMAS NOTÍCIAS
Travesti com barba que gerou polêmica na Áustria foi integrante de boy band
domingo, 6 de outubro de 2013 Posted by Silvano Silva ✔



conchita-wurst-foi-escolhida-para-representar-a-austria-no-eurovision-2014-1380913388054_615x300Faltam ainda alguns meses para começar o Festival Eurovision da Canção, popular evento musical da Europa, mas a candidata escolhida para representar a Áustria já tem causado polêmica.
Conchita Wurst, de 25 anos, tem os cabelos compridos e volumosos, que parecem ter saído de um comercial de shampoo, e um perfeito e moldado corpo feminino. Mas Conchita, na verdade, nasceu homem, e isso pode ser notado logo de cara com a barba volumosa e bem aparada que ela faz questão de exibir.
Conchita, que nasceu Thomas Neuwirth, virou uma celebridade por aquelas bandas, mas sua indicação ao Eurovision causou revolta em um grupo de pessoas. Por meio de uma página no Facebook — “Não à Conchita Wurst no concurso de música” –, com quase 40 mil fãs, o grupo exige que Conchita saia da competição, o que foi visto por muitos como um grande ato homofóbico contra a travesti.
  • Reprodução
    Thomas Neuwirth em 2007, quando ainda fazia parte da boy band

Da boy band a Celine Dion
Conchita é vista como um personagem, criado por Thomas após inúmeras tentativas em conseguir engatar uma carreira na música. Em 2007, com boné e piercing, o adolescente chegou a participar de programas musicais, no estilo “X-Factor”, e saiu de uma delas com um grupo de boy band formado.

Jetzt anders! – nome escolhido para o quateto — naufragou em oito meses e terminou no mesmo ano. Após ter trabalhado como vitrinista em uma loja de departamento, Thomas decidiu criar uma persona que brincasse com a questão sexual e suas complexidades. Conchita em espanhol significa concha, mas também é usada para designar a vagina. Seu sobrenome, Wurst, significa salsicha em alemão.
A personagem acabou se tornando popular após participar do programa de talentos “Die große Chance”. A cara de espanto da plateia e dos jurados ao ver Conchitta sumiu quando ela defendeu “My Heart Will Go On”, de Celine Dion. De lá, participou da seleção para a escolha do indicado ao Eurovision em 2012, mas ficou em segundo lugar.
“Indicação equivocada”
Embora seja visto por muitos como uma campanha homofóbica – alguns comentários de internautas são extremamente preconceituosos dentro do grupo no Facebook –, a campanha é defendida por um dos representantes do grupo, em entrevista pelo jornal local “Vienna Online”, como uma manifestação contrária a indicação de Conchita e não a sua orientação estética e sexual.
Uma fonte ouvida pela publicação afirma que a campanha foi interpretada de maneira equivocada. Eles supostamente pretendem que o país escolha outro representante para o festival, já que, segundo o grupo, Conchita foi escolhida sem a participação da população e sem outros concorrentes. Para eles, Conchita tem boa voz, mas não tem CD e não trabalha com música. Sua escolha seria apenas pela polêmica e exposição midiática que atrai.
Por enquanto, Conchita continua concorrendo no Eurovision, que acontece apenas em maio de 2014, em Copenhague, capital dinamarquesa. No Twitter, ela continua exibindo o rosto feminino com a barba protuberante e com sorriso no rosto em fotos diárias. “Sou muito feliz”, costuma repetir na rede social.

Silvano Silva ✔

Obrigado pela visita!

Nenhum comentário:

Comente esta notícia!