ULTIMAS NOTÍCIAS
Categorias de professores P1 e pessoal de apoio de Santa Rita debatem pontos da paralisação para retornar greve 11 Março
sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014 Posted by Silvano Silva ✔


SINDICATO GIL


Os profissionais que fazem a categoria da secretaria de educação de Santa Rita retornaram ao sindicato dos servidores públicos do município, nesta quinta-feira (21), em sua sede na Av. Juarez Távora 370 centro, para discutir com a categoria as propostas apresentadas pela secretária Mitizi Santiago, no período de greve em que suspenderam o movimento paredista para negocia uma pauta de negociações com a categoria e dentre elas, algumas propostas foram rejeitadas em assembleia pelos servidores, a secretária insisti ainda em não atender a categoria alguns questionamentos da categoria podendo assim retornar ao movimento grevista em 11 março.

Na assembleia a direção do sindicato e os profissionais da educação de Santa Rita, mais uma vez rejeitaram as proposta da prefeitura, no quesito terço de férias proposto em quatro pagamentos em ordem alfabética ao pessoal de apoio, outro ponto que foram cobrados da prefeitura na paralisação foram á insalubridade e periculosidade dos servidores que trabalham em risco de vida e não receber em seus contra cheques a anos, na sequência de cobrança da prefeitura com previsão em lei foi a eleição  diretas para diretores nas escolas e a equiparação de professores a nível superior que não vem sendo cumprido no município, caso esses requisitos não sejam atendidos além dos aumentos apresentado pela prefeitura da lei do piso de 8.32 do magistério e 6.78 do pessoal  aprovado pela categoria e que a secretária previa já para realização no pagamento de fevereiro, e  que não será mais efetuado, a previsão agora será no pagamento de março, e com retroativo a janeiro segundo Mitizi Santiago. A categoria decidi na próxima assembléia a realização de  mais uma paralisação previsto  para  11 março com todos os servidores.

Os servidores na assembleia discutiram também os aumentos propostos pela prefeitura de Santa Rita á categoria em relação do piso do magistério e do pessoal de apoio, que já estão prejudicados, haja vista, que o aumento do pessoal de apoio será apreciado pela Câmara Municipal de Santa Rita, e que já foi adiado pela secretária Mitizi, pelos quais, foi acordado pelos servidores em assembleia retroativo a janeiro, com o não cumprimentos dos acordos em assembleia com a categoria, tem deixado a cada dia sem confiança e tudo leva crer que os servidores irão deflagrar uma nova greve no município, sobre tudo os funcionários não aguentam mais em seus contra cheques perdas salariais com defasagem que vêm acontecendo desde o mandato da própria secretária em outras gestões, disse a sindicalista Marileide.

A direção do sindicato segue com rodadas de assembleias até o dia 11 maço, que dará sequência entre os dias 17,18 e 19 que haverá uma paralisação nacional proposto pela CNTE, em defesa dos profissionais em educação do Brasil e em Santa Rita, os servidores já aderiram ao movimento em advertência ao poder executivo local em não conceder os direitos dos servidores em lei, afirmou o membro da direção do sindicato Marileide dos Santos.

Lamartine do Vale, do Paraíba Urgente.

Silvano Silva ✔

Obrigado pela visita!

Nenhum comentário:

Comente esta notícia!