ULTIMAS NOTÍCIAS
Funcionário de padre planejou roubo de dinheiro da Romaria da Penha, conclui Polícia Civil
terça-feira, 18 de fevereiro de 2014 Posted by Silvano Silva ✔


Marcelo Dantas, 28 anos, trabalhava na casa paroquial há sete anos onde realizava serviços na residência do padre
Marcelo trabalhava na casa do padre há 7 anosDivulgação/ Polícia Civil
Marcelo trabalhava na casa do padre há 7 anos

A Polícia Civil da Paraíba elucidou o roubo do dinheiro oriundo da arrecadação da Romaria de Nossa Senhora da Penha do ano passado e concluiu que o mentor intelectual do crime foi Marcelo Dantas, 28 anos, que trabalhava na casa paroquial, de onde cerca de R$ 40 mil foram levados, no dia 25 de novembro de 2013. Além de Marcelo quatro foram presos nesta terça-feira (18), durante a operação ‘Sétimo Mandamento’.
“Durante o período investigativo constatou-se que Marcelo arquitetou todo o plano. Ele sabia da movimentação da casa paroquial porque ele trabalhava há 7 anos no local fazendo serviços no imóvel. Ele foi acolhido pelo padre em uma dos projetos sociais”, disse o delegado Wagner Dorta, Superintendente da Polícia Civil na Região Metropolitana de João Pessoa.
Dorta revelou que foram necessários pouco mais de dois meses para os agentes da Delegacia de Roubos e Furtos, sob o comando do delegado Aldrovilli Grisi, concluírem o inquérito policial. Imagens de circuito de câmeras e depoimentos de testemunhas foram fundamentais a prisão da quadrilha. Dois carros foram apreendidos. O dinheiro não foi recuperado.
Foram presos Marcelo Dantas, 28, Leonardo Lins de Oliveira Lima, 30, Anderson de Lima Silva Fonseca, 32, Anderson Karlos Alves da Nóbrega, 28, e Elias Noberto de Sousa Filho, 31 anos, que é irmão de um traficante que está preso em um presídio federal. Os presos serão levados para a Penitenciária Desembargador Flósculo da Nóbrega, o Presídio do Roger, da Capital paraibana.
Os suspeitos foram presos em João Pessoa, nos bairros de Mangabeira, Oitizeiros e Geisel. “A operação foi vitoriosa e as investigações foram bem conduzidas pelo delegado Aldrovilli Grisi. Todos os suspeitos presos e o inquérito está encerrado”, concluiu Wagner Dorta.
À época, a Pastoral de Comunicação informou que o padre e algumas mulheres foram trancados em um banheiro, enquanto um dos bandidos ficou na porta da casa e o outro concluía o assalto. Além de roubar o dinheiro arrecadado na Romaria, os bandidos ainda levaram valores que estavam guardados em um cofre e serviriam para pagar outras despesas.
Quatro, dos cinco presos

Foto: Quatro, dos cinco presos
Créditos: Portal Correio 

 Por Hyldo Pereira

Silvano Silva ✔

Obrigado pela visita!

Nenhum comentário:

Comente esta notícia!