ULTIMAS NOTÍCIAS
PEC do Teto: dois paraibanos são favoráveis
terça-feira, 29 de novembro de 2016 Posted by Silvano Silva ✔


PEC do Teto: dois paraibanos são favoráveis

Senado vota nesta terça-feira PEC do teto e dois parlamentares paraibanos já se posicionaram favoráveis


O Senado deve votar nesta terça-feira (29/11), em primeiro turno a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita os gastos públicos. Mesmo com o agravamento da crise no Palácio do Planalto, que envolve também o presidente Michel Temer, líderes da base se reuniram com o peemedebista para assegurar amplo apoio à proposta. Para os senadores paraibanos José Maranhão (PMDB) e Deca (PSDB) a matéria deve ser aprovada.

Os senadores da base calculam 63 votos a favor da PEC, dois a mais que no processo de impeachment. As adições viriam dos senadores Armando Monteiro (PTB-PE), que foi ministro de Dilma, e Otto Alencar (PSD-BA), que já anunciou voto favorável à PEC. Apesar da disputa local com o líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), o senador Telmário Mota (PDT-RR), que mudou de voto de última hora no processo de impeachment, deve permanecer na base do governo Temer e votar a favor da PEC.

Na reunião com líderes, os senadores tranquilizaram Temer quanto à fidelidade da base e confirmaram apoio na votação da PEC. Ainda assim, o líder do governo deixou o recado para que as bancadas sejam acompanhadas de perto durante a votação.

Teto A proposta foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado presidida por Maranhão no início de novembro da mesma forma que veio da Câmara dos Deputados. Como a versão agrada ao governo, a intenção é não fazer modificações no plenário do Senado para que o projeto não precise retornar para análise dos deputados, o que atrasaria a aprovação.

De acordo com o senador José Maranhão, a matéria deve tramitar normalmente no Senado e deve ser votada antes do fim do ano. “Os prazos são os prazos normais. Nós esperamos que essa PEC seja aprovada até dezembro”, afirmou Maranhão.

Maranhão já tem como certa a aprovação da matéria tanto na Câmara quanto no Senado devido à situação do Brasil. “O país não pode continuar na gastança se a economia não vai bem, se o desemprego é o maior da história econômica. Tudo isso levará a uma atitude prudente de entendimento”, acredita o senador.

O senador Deca (PSDB-PB)já declarou seu apoio à proposta de emenda à Constituição (PEC 55/2016) que limita os gastos públicos. Ele considera a medida necessária, ressaltando que o Brasil precisa sair da crise e que não existem fórmulas mágicas para o país equilibrar suas contas e resgatar o nível de atividade econômica. Para o senador, a busca de solução exige “pés no chão” e sacrifício de todos, tendo em vista que um país não pode gastar mais do que arrecada.

“Não enxergaremos a luz no fundo do túnel sem sacrifício, sem buscar dentro de cada um o espírito de patriotismo e brasileirismo. Já entendemos a gravidade da situação. Vamos agora combatê-la”, afirmou. 
Pabgora

Silvano Silva ✔

Obrigado pela visita!

Nenhum comentário:

Comente esta notícia!