ULTIMAS NOTÍCIAS
By Silvano Silva ✔ | sexta-feira, 28 de agosto de 2015 | Posted in | With 0 comments



A população brasileira superou a marca dos 204 milhões de habitantes neste ano. Segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgadas hoje (28) no Diário Oficial da União, o país tinha em 1° de julho deste ano, 204.450.649 habitantes. No ano passado a população estimada era 202.768.562.


O IBGE também divulgou as populações estimadas das 27 unidades da federação e dos municípios brasileiros. O maior estado do país, São Paulo, tem 44,4 milhões de pessoas. Outros cinco estados têm populações que superam os 10 milhões de habitantes: Minas Gerais (20,87 milhões), Rio de Janeiro (16,55 milhões), Bahia (15,2 milhões), Rio Grande do Sul (11,25 milhões) e Paraná (11,16 milhões).


Três estados têm populações menores do que 1 milhão: Roraima (505,7 mil), Amapá (766,7 mil) e Acre (803,5 mil).


As demais unidades da federação têm as seguintes populações: Pernambuco (9,34 milhões), Ceará (8,9 milhões), Pará (8,17 milhões), Maranhão (6,9 milhões), Santa Catarina (6,82 milhões), Goiás (6,61 milhões), Paraíba (3,97 milhões), Amazonas (3,94 milhões), Espírito Santo (3,93 milhões), Rio Grande do Norte (3,44 milhões), Alagoas (3,34 milhões), Mato Grosso (3,26 milhões), Piauí (3,2 milhões), Distrito Federal (2,91 milhões), Mato Grosso do Sul (2,65 milhões), Sergipe (2,24 milhões), Rondônia (1,77 milhão) e Tocantins (1,51 milhão).


Fonte: Agência Brasil
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

TRE aprova revisão biométrica em 98 cidades da Paraíba
 O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) aprovou, em 27/08, a Resolução nº10/2015, que regulamenta a revisão do eleitorado com coleta de dados biométricos em noventa e oito municípios do estado, a saber: Alagoa Nova, Alcantil, Algodão de Jandaíra, Amparo, Aparecida, Araçagi, Areia de Baraúnas, Areial, Assunção, Bananeiras, Barra de Santana, Barra de São Miguel, Bayeux, Boa Ventura, Boqueirão, Borborema, Cabaceiras, Cacimba de Areia, Cacimbas, Cajazeirinhas, Camalaú, Caraúbas, Caturité, Congo, Coxixola, Cubati, Cuitegi, Curral de Cima, Curral Velho, Desterro, Diamante, Dona Inês, Esperança, Guarabira, Gurjão, Imaculada, Itaporanga, Jacaraú, Juazeirinho, Junco do Seridó, Lagoa de Dentro, Lagoa, Lastro, Livramento, Lucena, Mãe dÁgua, Marizópolis, Matinhas, Maturéia, Montadas, Monteiro, Nazarezinho, Olivedos, Parari, Passagem, Patos, Paulista, Pedra Branca, Pedro Régis, Pilões, Pilõezinhos, Pombal, Quixaba, Remígio, Riacho de Santo Antônio, Salgadinho, Santa Cruz, Santa Luzia, Santa Rita, Santa Terezinha, Santo André, São Bentinho, São Domingos de Pombal, São Domingos do Cariri, São Francisco, São João do Cariri, São José do Tigre, São José da Lagoa Tapada, São José de Caiana, São José de Espinharas, São José do Bonfim, São José do Sabugi, São José dos Cordeiros, São Mamede, São Sebastião de Lagoa de Roça, São Sebastião do Umbuzeiro, São Vicente do Seridó, Serra Branca, Serra Grande, Soledade, Sousa, Sumé, Taperoá, Teixeira, Tenório, Várzea, Vieirópolis e Zabelê.


A decisão considera, entre outros itens, o que disciplina o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) como sendo procedimentos para a realização da atualização ordinária do cadastro eleitoral com implementação de nova sistemática de identificação do eleitor.


A Resolução, encaminhada à publicação, determina a obrigatoriedade aos eleitores, em situação regular ou liberada, inscritos nas localidades envolvidas ou para elas movimentados.


Os eleitores deverão apresentar, no ato da revisão, a seguinte documentação: carteira de identidade ou carteira emitida pelos órgãos criados por lei federal, controladores do exercício profissional; certificado de quitação do serviço militar (para os do sexo masculino com idade entre 18 e 45 anos); certidão de nascimento ou casamento, extraída do Registro Civil; instrumento público pelo qual se comprove ter o eleitor idade igual ou superior a 16 (dezesseis) anos, e do qual constem, também, os demais elementos necessários à sua qualificação; e documento do qual se infira a nacionalidade brasileira do requerente.


No momento da atualização dos dados, o eleitor será fotografado e serão colhidas as impressões digitais dos dez dedos por meio de leitor óptico, ressalvada a impossibilidade física, além de ser tomada a assinatura digitalizada.


Ascom
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments



O Produto Interno Bruto (PIB) registrou queda de 1,9% no segundo trimestre de 2015, em relação aos três meses anteriores, e a economia brasileira entrou em recessão técnica. No primeiro trimestre do ano, o PIB caiu 0,7% (dado revisado). Em valores correntes, o PIB no segundo trimestre do ano alcançou R$ 1,43 trilhão.
Neste trimestre, todos os setores registraram queda, puxada pela indústria, que teve retração de 4,3%, pela agropecuária, de 2,7% e pelos serviços, de 0,7%.
Os números foram divulgados nesta sexta-feira (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
O Brasil voltou a ter dois trimestres seguidos de queda no PIB e, por isso, entrou em “recessão técnica”. Na prática, essa classificação serve como uma espécie de “termômetro” para medir o desempenho da economia. Isso porque, de acordo com economistas, não são apenas dois resultados negativos seguidos que indicam a recessão, mas sim um conjunto de indicadores negativos, como aumento do desemprego, queda na produção e falência de empresas.
No primeiro semestre de 2014, o país também entrou em recessão técnica, o que não acontecia desde o fim de 2008. A economia encolheu 0,2% nos três primeiros meses do ano e 0,6%, no período seguinte, segundo o IBGE.
No acumulado dos quatro trimestres terminados no segundo trimestre de 2015, o PIB recuou 1,2% frente aos quatro trimestres. No ano, de janeiro a junho, a economia registra contração de 2,1%, na comparação com o mesmo período do ano passado.
Expectativas negativas confirmadas
A expectativa do Banco Central era de que o PIB tivesse mesmo recuado de abril a junho deste ano. O Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), que é uma espécie de "prévia do PIB", indicava uma retração de 1,89% no segundo trimestre deste ano, frente aos três meses anteriores. Com isso, quando foram divulgados, em meados de agosto, os números já apontavam que a economia brasileira entraria em recessão técnica.

Já a estimativa do mercado financeiro para o ano todo, apresentada no início da semana pelo boletim Focus do Banco Central, indicava que a economia deverá ter uma retração de 2,06%, seguida por uma queda de 0,24% em 2016.
Como um país sai de uma recessão?
O fim de uma recessão só é constatado quando existe um movimento consistente de retomada em todos os indicadores econômicos, segundo o economista da FGV/IBRE Paulo Picchetti. Dados como taxa de desemprego, vendas no comércio, produção industrial e outros precisam mostrar de forma clara e conjunta que estão em recuperação.
G1 

By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

Depois do anúncio de mais um aumento na conta de luz, já que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou nesta terça-feira (25) o reajuste médio de 10,79% nas tarifas da Energisa Paraíba, que atende 216 dos 223 municípios da Paraíba, o presidente da União Brasileira de Municípios (Ubam), Leonardo Santana, classificou o aumento de “verdadeiro assalto ao bolso dos consumidores e aos cofres das prefeituras municipais do Estado”, e garantiu que a entidade vai ingressar na Justiça Federal com uma ação, pedindo o cancelamento do reajuste, o qual classificou de “abusivo, desproporcional, injusto e que só serve para beneficiar a distribuidora, a qual acumula lucros anuais alarmantes, que ultrapassam a casa dos U$ 50 milhões de dólares, recursos que enriquecem ainda mais a Holding internacional Cataguazes Leopoldina, sediada em Minas Gerais”.
Leonardo solicitou hoje o apoio da Assembléia Legislativa da Paraíba, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), do Ministério Público Estadual, do PROCON Municipal e do Estadual, para um grande movimento em torno, sendo ele, da “defesa dos consumidores paraibanos que estão sendo lesados por uma elite podre que só pensa em se locupletar da miséria alheia”.
“A tarifa de energia elétrica na Paraíba já acumula aumento de quase 80% nos últimos 15 meses, tornando impossível ao consumidor continuar pagando uma energia tão cara e que passa a ser um objeto de extremo luxo, já que deveria ser considerado um bem necessário à existência”.
Leonardo defende o fim da Aneel e a quebra do monopólio da Energisa, para que as prefeituras municipais possam comprar energia elétrica direto na fonte, sem a intermediação milionária dos que ele classifica de “atravessadores de luxo”, tendo em vista o lucro estrondoso que a Energisa registra todo ano. A entidade divulga abaixo o lucro da Energisa, lamentando isso acontecer num Estado como a Paraíba que sofre com a escassez de recursos e a falta d´água, causando empobrecimento e desigualdades sociais:
Confira o lucro líquido com a venda de energia elétrica aos consumidores paraibanos:
  • 2012 - R$ 291,1 milhões
  • 2013 - R$ 202,7 milhões
  • 2014 - R$ 304,7 milhões
“A Ubam, na missão de representante dos municípios, pois pra isso foi criada,  vai pedir na Justiça que a Energisa exiba nos autos do Processo, toda planilha de aumentos praticados no período de 2012 a 2015, considerando os índices inflacionários, como também explicar os lucros dos últimos quatro anos, período que recebeu, só das prefeituras paraibanas, o equivalente a 1,2 bilhões de reais, dados registrados no Sistema Sagres do TCE-PB”.
Assessoria 
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

JP ganha ONG que ensina música clássica a crianças carentes
 A música clássica como instrumento de promoção da cidadania. É com esse foco que a Ação Social pela Música do Brasil (ASMB) chegou à Capital paraibana, mais precisamente ao bairro Alto do Mateus. Iniciativa de ONG homônima, o projeto ganhou o apoio da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio de sua Fundação Cultural (Funjope), e patrocínio da Petrobras para expandir seu propósito de “fazer da arte um instrumento de paz”. O lançamento oficial, realizado na tarde desta quinta-feira (27), contou com a presença do prefeito Luciano Cartaxo.

“Nossa cidade tem vocação para a música erudita, e nós investimos nisso com a criação do Festival Internacional de Música Clássica. Hoje temos a oportunidade de apoiar uma iniciativa que leva esse universo para as crianças carentes, envolvendo-as no espírito da arte. Isso dialoga com toda uma política de nossa gestão, de promover a cidadania e combater as drogas e a violência por meio da cultura e do esporte”, afirmou o prefeito. Em João Pessoa, o projeto está sendo aplicado no Centro de Formação Diácono João Batista, localizado na Rua Padre João Félix, no Alto do Mateus. De acordo com a presidente nacional do projeto, Fiorella Solares, é uma alegria ver a iniciativa chegar ao Nordeste pela primeira vez. “É um sonho que se torna realidade. Nosso projeto já foi instalado em cinco continentes, tem outros nove núcleos no Brasil, mas nunca havia chegado à região Nordeste. Estamos felizes pelo fato de a Prefeitura de João Pessoa ter aberto esta porta. Aqui temos instrumentos, maestros, músicos e crianças dispostas a abraçarem a arte: uma fórmula que só pode dar certo”, declarou Fiorella. Atividade complementar - As aulas já acontecem há dois meses e estão dando a 80 crianças e adolescentes a oportunidade de aprender instrumentos de corda (violino, viola, violoncelo e contrabaixo), num sistema de jornada complementar à escolar. As aulas acontecem de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h, e os garotos ainda assistem a aulas de reforço de Português e Matemática.

Para incentivar a participação e garantir a presença em sala de aula, o projeto também oferece lanches e cestas básicas mensais, que são condicionadas a frequência mínima de 90% às aulas escolares.

A nova rotina, apesar de recente, já mudou a vida das crianças e dos pais. Jeniffer Leal, de 29, é mãe de Maria Luiza, de nove anos, e já nota mudanças no comportamento da filha. “Ela está muito mais disciplinada depois do projeto, melhorou muito em casa. Nunca tinha visto ela se dedicar tanto há algo, mas depois que teve contato com a música ficou fascinada. Não quer faltar um dia”, contou.

O fato de estarem tocando música clássica ainda surpreende os próprios alunos. José Neto, de 11 anos, contou que tocava violão, mas que nunca achou que poderia tocar em uma orquestra. “Eu via vídeos e achava os movimentos muito rápidos seguindo o maestro, não entendia nada. Mas aqui comecei a ter noção e já toco algumas músicas no violoncelo. Quero estudar bastante e ser um grande músico”, afirmou.

A carreira musical também entrou nos planos de Karolyne Ketyllen, de 16 anos. “Eu nunca tinha tido nenhum contato com a música, mas minha irmã entrou no projeto e eu me interessei. Sempre achei a música clássica muito bonita, mas não sabia se ia ser capaz de tocar. Hoje isso é tudo na minha vida”, contou a adolescente, que está aprendendo a tocar violino.

História – A Ação Social pela Música do Brasil nasceu há 21 anos, fruto da ideia do maestro David Machado, que morreu precocemente aos 57 anos. Em 1994, Machado havia fundado a ONG Ação Social pela Música, com a proposta de democratizar a música erudita no Rio de Janeiro. Ele se inspirou no programa de orientação musical venezuelano El Sistema, que formou mais de 300 mil instrumentistas ao redor do mundo.

Desde a sua morte, em decorrência de complicações de uma cirurgia cardíaca, o projeto tem sido tocado pela viúva, a violoncelista Fiorella Solares. A partir daí, diversos núcleos foram criados, sendo cinco só na Capital carioca (nos morros do Chapéu Mangueira, Dona Marta, Complexo do Alemão, Macacos e Cidade de Deus), Petrópolis e Piraí (RJ), e Ji-Paraná (RO).


A ONG transformou-se rapidamente no maior projeto social de música clássica da cidade do Rio, levando educação a quase mil crianças e adolescentes, a maioria de comunidades com Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). O projeto é homologado pela Organização das Nações Unidas, por meio da Unicef.

O secretário executivo da Fundação Cultural de João Pessoa, Maurício Burity, destacou o envolvimento da gestão na implantação da iniciativa. “Este é um projeto que busca levar mais cidadania para áreas de grande vulnerabilidade social e temos a certeza que será implantado com muito sucesso”, declarou.


Secom-JP
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

Polícia prende vigilante que roubava câmeras de segurança
 A Polícia Civil, por meio da 8ª Delegacia Seccional em Guarabira, realizou operação integrada com o 4º Batalhão de Polícia Militar, nesta quinta-feira (27), com o objetivo de dar cumprimento a mandados de busca e apreensão para recuperar equipamentos de vigilância e monitoramento de residências e estabelecimentos comerciais na cidade de Solânea, a 153 quilômetros de João Pessoa.


Segundo o delegado Walber Virgulino, a operação aconteceu na residência do vigilante Lucas Pereira Azevedo, de 18 anos, que é suspeito de integrar uma quadrilha responsável pela subtração de câmeras de videomonitoramento de casas particulares e estabelecimentos comerciais naquela cidade.


“O vigilante trabalha na empresa Garra Violência, que atua na região do brejo paraibano. Ele furtava os equipamentos das casas e do comércio para gerar pânico entre os proprietários e forçá-los a contratar os serviços de sua empresa”, revela.


A ação realizada nesta quinta-feira faz parte de uma série de atividades que a Polícia Civil vem realizando na região do Brejo com vistas a inibir e diminuir a criminalidade naquela região.


PB Agora
By Silvano Silva ✔ | quinta-feira, 27 de agosto de 2015 | Posted in | With 0 comments

By Silvano Silva ✔ | | Posted in , , | With 0 comments



A Prefeitura Municipal de Sapé juntamente com a Liga Sapeense de Futebol, estará realizando o 25º Campeonato Sapeense de Futebol.  A cerimonia da entrega dos materiais esportivos e abertura oficial do Campeonato Sapeense de Futebol 2015 serão na próxima sexta-feira(04), às 19h00, no Clube Atlético Sapeense. Ainda no evento, será escolhida a Musa do Campeonato.
Serão entregues uniformes as 33 equipes que participarão do certame, que estão divididas nas séries A e B, além de contemplar agremiações com sede na zona rural.
A primeira rodada do campeonato está prevista para o próximo domingo(06), a partir das 7h00, no Estádio Tadeusão.
Neste ano o campeonato homenageará a Antônio Tavares (Tony), empresário e desportista desta cidade, assassinado em um assalto a sua loja. Um caso que chocou profundamente Sapé.

Com aSECOM
By Silvano Silva ✔ | terça-feira, 25 de agosto de 2015 | Posted in | With 0 comments

Divulgação/ Polícia Civil

Coletiva para apresentação dos presos
A conselheira tutelar Genilda Cândido, de 32 anos, foi presa nesta terça-feira (25), sob a acusação de tráfico de drogas e associação ao tráfico, depois que autoridades policiais encontraram 700 gramas de maconha dentro da geladeira da casa dela. A ação policial aconteceu na cidade de Mataraca, Litoral Norte paraibano, a 97 km de João Pessoa. A prisão dela aconteceu durante a Operação Hemera, da Polícia Civil da Paraíba, onde sete pessoas foram presas, por assaltos a bancos, roubos e tráfico.
Ações das polícias Civil e Militar levantaram informações de que a conselheira estaria participando do tráfico depois que iniciou um relacionamento amoroso com Damião Antônio do Nascimento, 22 anos, que era procurado por assalto e tráfico de drogas. Ela estava sendo investigada há seis meses.
“A Polícia Militar recebeu a informação que a conselheira – que é bastante atuante em Mataraca pelas suas ações – de que ela estaria repassando drogas sob o comando de Damião, que é um sujeito perigoso e teria ameaçado outros conselheiros da cidade. Foram seis meses recrutando as informações sob o tráfico local”, revelou o delegado Marcos Paulo, da Delegacia de Mamanguape.
Ainda de acordo com Marcos Paulo, foi solicitado mandado de busca e apreensão para vistoriar o imóvel da conselheira. “Quando a gente abriu a geladeira de Genilda encontramos 700g de maconha em saquinhos, o que configura a comercialização da droga. Ela disse que não sabia da existência da maconha na geladeira e que a maconha seria para o consumo de Damião, mas é difícil acreditar na versão da conselheira”, questionou.
O delegado Marcos Paulo revelou ainda que as investigações apontavam para o envolvimento de Genilda com o tráfico de drogas na região do Vale do Mamanguape. A Operação foi realizada em quatro cidades do Estado: João Pessoa, Mamanguape, Jacaraú e Mataraca. Além das prisões, foram apreendidos veículos, drogas e uma balança de precisão.
De acordo com a Polícia Civil, Damião Antônio foi um dos que participaram do assalto a casa de um pastor em novembro de 2014. O crime ocorreu no distrito de Camaratuba, zona rural da cidade de Mamanguape. Na ocasião, os suspeitos roubaram uma caminhonete, dinheiro, objetos de valores e ainda espancaram as vítimas.
A conselheira tutelar será levada ainda nesta terça para a Penitenciária Feminina Julia Maranhão, assim como mais duas mulheres. Os homens vão ser transferidos para o Presídio do Roger, ambas unidades localizadas em João Pessoa.

PortalCorreiopb

By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments
CAMARA_MARI_PBEstelionato Eleitoral ou coisa parecida? Essa é a indagação da população de Mari, na Zona da Mata da Paraíba, a respeito de um possível ‘rodízio’ que está acontecendo na Câmara Municipal entre vereadores e suplentes.
És que após o moído envolvendo o 4º suplente Dedé da Prefeitura que assumiu em detrimento de outros três que o antecede, agora é a vez do 2º suplente da coligação encabeçada pelo PV, Sr. Assis Firmino tentar ascender ao cargo de vereador.
Informações exclusivas chegadas a redação do ExpressoPB.com dão conta de que o vereador Adriano Cândido (PV) – popular Bonito – estaria de malas prontas para renunciar ao mandato em definitivo, com isso passando o cargo para o suplente Assis Firmino, já que o primeiro suplente Lói não teria interesse em deixar a Secretaria de Urbanismo, onde é secretário, para ir para a câmara.
Muitos são os questionamentos a respeito do fato que vazou na manhã desta terça-feira (25) e  se tornou o assunto mais comentado da sinuca – pont de comentários políticos da cidade – o que levaria a um vereador renunciar o mandato em definitivo para dar vaga a um suplente?
Com salário bruto de mais de R$ 3.000 e em alguns casos com direito a indicar cargos na administração da casa, algo muito estranho pode ter acontecido ou está acontecendo para o vereador Adriano Cândido, o popular Bonito, venha renunciar a seu mandato.
E o internauta, o que acha disso? Comente na caixa de contatos abaixo da matéria.
Da Redação 
Do ExpressoPB
By Silvano Silva ✔ | | Posted in , , | With 0 comments


O Prefeito do Município de Sapé, Flávio Roberto Malheiros Feliciano, sancionou a Lei n.º 1.202/2015 de 07 de Julho, que altera dispositivos da Lei n.º 979/2009, a cerca da destinação dos recursos do PRODEM (Programa de Desenvolvimento do Município), garantindo assim, que 30% da arrecadação do programa sejam destinados à cultura.
Foi uma forma encontrada para a destinação de recursos para atender a classe artística e suas ações nas diferentes áreas da criação literária, peças teatrais, música, poesia, entre outras. O prefeito Roberto Feliciano considerou como sendo um passo importante de apoio às atividades culturais, da valorização do artista local e da política de editais culturais.
O PRODEM é uma contribuição social de 1,5%, incidente sobre todos os valores de pagamentos realizados pela Prefeitura, relativos ao fornecimento de bens, serviços e contratação de obras. Esse programa será fundamental para o crescimento econômico do município e para promoção cultural, lembra o prefeito.
A cada ano o programa estará mais fortalecido, com mais recursos para fomentar, por meio de editais, o movimento cultural sapeense, que terá uma fonte permanente de recursos financeiros. Um passo importante nessa longa caminhada de construção de políticas públicas para cultura. A alteração fortalecerá a política de editais, a descentralização de recursos e a moralização do uso do recurso público para a cultura.

Secom
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

A greve de servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) completa 50 dias nesta terça-feira (25) em alguns estados, como São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Norte e Maranhão.
Os funcionários pedem reajuste salarial de 27,5%, a incorporação das gratificações, 30 horas de trabalho semanal para todos os funcionários, realização de concurso público e melhoria das condições de trabalho.
Nesta quarta (26), está prevista uma reunião entre os grevistas e o Ministério do Planejamento para apresentação de uma proposta sobre as reivindicações.
Uma decisão liminar do Superior Tribunal de Justiça (STJ) deste mês determinou aos sindicatos a manutenção de 60% do efetivo trabalhando nas agências do INSS enquanto durar a greve. O quantitativo deve ser respeitado dentro de cada unidade do órgão, segundo nota do Ministério da Previdência Social. Números sobre a paralisação só são informados ao STJ.
Em alguns estados, os sindicatos dizem que há um percentual maior que 40% paralisado. Veja a situação de cada estado mais abaixo.
Como remarcar atendimentos
As unidades e a Central de teleatendimento 135 estão orientando quem não for atendido por causa da greve quanto às providências de reagendamento. A remarcação pode ser realizada diretamente pelo telefone 135.

A GREVE NOS ESTADOS
Greve prejudica serviços da previdência no estado (Foto: Lucas Leite/G1)Greve prejudica serviços da Previdência em AL
(Foto: Lucas Leite/G1)
Após 42 dias, ainda não há uma previsão para o fim da greve, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social e Trabalho no Estado de Alagoas (Sindprev-AL).

O Sindprev afirma ainda que, apesar da greve, os funcionários continuam realizando 30% dos serviços considerados de urgência e emergência, como a perícia médica e o desbloqueio de pagamento para o usuário.
“Estamos funcionando de acordo com as determinações judiciais. Esperamos que durante esta semana, o governo [federal] apresenta propostas por escrito. Até agora, só recebemos promessas e propostas verbalmente. Caso o governo se manifeste, realizaremos uma assembleia para decidir o rumo da greve”, explica o secretário de finanças do Sindprev, Cícero Lourenço.
Ele diz que em alguns municípios do estado, como Palmeira dos Índios, Arapiraca, Penedo, Porto Calvo, Delmiro Gouveia e Santana do Ipanema, as agências do INSS pararam completamente as atividades.

Greve atinge todas as agências no Amapá (Foto: Abinoan Santiago/G1)Greve atinge todas as agências no Amapá
(Foto: Abinoan Santiago/G1)
Servidores do INSS completaram mais de 40 dias em greve no Amapá. O movimento iniciou no dia 14 de julho e pouco mais de 50% dos servidores estão sem trabalhar, segundo o sindicato da categoria. Apenas atendimentos agendados são realizados pelos funcionários nas agências distribuídas em Macapá e no interior do estado.

Segundo a Associação dos Servidores do INSS, todos os serviços estão sendo feitos, mas apenas com agendamento, a exemplo de auxílios-doença, pensão, perícia médica e pedidos de aposentadoria. As pessoas podem marcar o atendimento pelo número 135 ou no site da instituição.

Manicure, Patrícia Teixeira aguarda o INSS liberar a licença maternidade em Goiás (Foto: Vanessa Martins/ G1)Manicure, Patrícia Teixeira aguarda o INSS liberar
a licença-maternidade em Goiás
(Foto: Vanessa Martins/ G1)
Das 50 unidades de atendimento, 34 funcionam de forma parcial desde 10 de julho, quando começou a paralisação em Goiás, segundo o Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde e Previdência (Sintfesp).

Em Goiânia, as seis agências operam parcialmente. Segundo a diretora do sindicato, Terezinha de Jesus Aguiar, são realizados apenas os atendimentos que estavam agendados, perícias para obtenção de auxílio-doença e por acidente.
Sem saber da greve, a manicure Patrícia Teixeira, de 23 anos, foi à agência do INSS no Centro da capital em busca de atendimento, na manhã desta terça-feira (25). Para receber a licença-maternidade, ela precisa fazer perícia e apresentar documentos. “Geralmente resolvem isso na hora, mas estão em greve”, disse ao G1. Os funcionários pediram para que a manicure retorne em 22 de outubro.

Manifestantes em greve do INSSfazem 'apitaço' em frente à Gerência Executiva do INSS, em São Luís (Foto: Robert Oliveira/ G1)Manifestantes em greve do INSSfazem 'apitaço'
em São Luís (Foto: Robert Oliveira/ G1)
Sem previsão de acordo com o governo federal, os servidores no Maranhão seguem em greve. A paralisação, que completa 50 dias, atinge 85% do total de 944 servidores no estado, segundo o Sintsprev-MA. Das 43 agências em todo o Maranhão, servidores de 40 aderiram à greve.

“A esperança é que ela [a presidente Dilma Rousseff] possa compreender as necessidades da categoria”, diz a diretora da Secretaria da Seguridade Social do Sintsprev-MA, Dulcimar Soares da Mata, ao G1. Nesta terça-feira, a categoria realiza novo ato público, desta vez na agência da Cohab, em São Luís.
No último dia 18, os grevistas do INSS fizeram um ato contra os possíveis descontos nos salários dos servidores que aderiram à greve em frente à Gerência Executiva do INSS em São Luís, no bairro do Calhau. O corte do ponto, segundo o Sintsprev-MA, "tem sido uma ameaça recorrente do órgão federal para tentar intimidar os grevistas".

Greve no INSS dura 11 dias em Mato Grosso do Sul (Foto: Reprodução TV Morena)Greve no Mato Grosso do Sul
(Foto: Reprodução TV Morena)
Os grevistas em Mato Grosso do Sul esperam receber até quarta-feira a contraproposta do governo federal. Caso seja recebido dentro do novo prazo, a categoria planeja avaliar os termos na quinta-feira (27) em assembleia a ser realizada em Campo Grande. A greve completa 46 dias nesta terça.

De acordo com a comissão de greve, 90% das agências do INSS estão paralisadas em Mato Grosso do Sul. Apenas alguns serviços, como perícia médica, funcionam normalmente, desde que o atendimento seja agendado previamente pela internet ou pelo telefone 135.
Mato Grosso do Sul possui 37 agências do INSS e 1,5 mil pessoas estão sem atendimento por dia. Em Campo Grande, duas agências estão fechadas parcialmente, segundo a comissão de greve.

Servidores do INSS estão em greve em Petrolina (Foto: Amanda Franco/ G1)Servidores do INSS estão em greve em Petrolina
(Foto: Amanda Franco/ G1)
Em Petrolina, no Sertão pernambucano, os servidores estão em greve há 46 dias e começam a pontuar avanços nas negociações com o governo federal. Um deles é a sinalização de incorporação da Gratificação de Desempenho de Atividade do Seguro Social (GDASS) de forma integral aos servidores aposentados.

De acordo com o delegado de base do Sindsprev, Antenor Vieira dos Martyres, o GDASS corresponde a cerca de 80% do salário dos servidores, mas com a aposentadoria, apenas 50% é pago. No último dia 20 de agosto, o governo apresentou verbalmente uma proposta de incorporação, porém a partir de janeiro de 2017.
“Nós temos aqui funcionários com 41 anos de serviço que ainda não se aposentaram devido a esta gratificação, porque se a pessoa se aposentar hoje e perder 50% desta gratificação não é real”, explicou o delegado sindical.

Com a paralisação, fica suspensa a maior parte dos atendimentos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e das agências regionais do Trabalho no Estado. (Foto: Sindprevs-RN)Agência do RN fechada (Foto: Sindprevs-RN)
A greve do INSS completa 50 dias no estado. De acordo com o Sindprevs-RN, a paralisação tem 90% de adesão. Durante o período de greve só estão sendo feitos atendimentos de serviços emergenciais. Das 38 agências do Rio Grande do Norte, 30 estão fechadas e oito funcionam parcialmente.

Ainda de acordo com Sindprevs-RN, as negociações avançaram e há a expectativa de que a greve seja encerrada na próxima semana. O único ponto que não foi acordado entre a categoria e o governo federal é o reajuste salarial de 27,5%, segundo o sindicato.

Servidores em greve aguardam para quarta (26) negociação com o governo (Foto: Arquivo pessoal)Servidores em greve aguardam para quarta (26)
negociação com o governo (Foto: Arquivo pessoal)
Em greve há quase um mês, funcionários em Roraima aguardam solução para o impasse após reunião com o governo nesta quarta-feira (26), de acordo com Luis Felippe Souza, um dos integrantes do comando de greve.

Segundo ele, a liminar do STJ está sendo cumprida, o que garante a manutenção de 60% das atividades nas agências de Boa Vista, Caracaraí, Rorainópolis e Alto Alegre. A greve foi deflagrada no estado no dia 31 de julho, em apoio à paralisação nacional.

Servidores realizaram protesto contra o corte de salários de alguns servidores (Foto: Sindprevs/SC/Divulgação)Servidores protestam contra o corte de salários de
alguns servidores (Foto: Sindprevs/SC/Divulgação)
De acordo com o coordenador estadual do Sindprevs-SC, Luciano Veras, mais 90% dos servidores aderiram à greve no estado, que completa 50 dias. "Mais de 90% aderiram aqui em Santa Catarina. Houve adesão também dos gestores e de pessoas com cargos de confiança devido ao corte do ponto", detalha Veras.

Na segunda-feira (24), servidores realizaram uma manifestação em Florianópolis tapando os próprios lábios, em protesto contra o corte de ponto e de salários de alguns servidores, sem que houvesse decisão judicial.
Todas as agências estão com atendimento afetado, mas muitos usuários estão agendando as visitas, conforme o comando de greve. Ainda não há informações sobre quantas agências estão totalmente fechadas nesta terça. O estado possui 63 agências e cerca de 3 mil funcionários do INSS.

Servidores do INSS entram em greve em Campinas (Foto: Priscilla Geremias/ G1)Servidores do INSS entram em greve em Campinas
(Foto: Priscilla Geremias/ G1)
SÃO PAULO
A greve afeta agências do interior de São Paulo. Em Piracicaba, a paralisação chegou ao 43º dia e deixa duas mil pessoas por semana sem atendimento, segundo o Sinsprev. A categoria ainda informou que a única agência da cidade para atendimento ao público está aberta apenas para a realização de perícias.

De acordo com o diretor do sindicato, Eduardo Rúbio, a unidade de Piracicaba tem 36 servidores e opera com quatro profissionais, que realizam os serviços de urgência (perícia). Além disso, os funcionários do administrativo não estão parados.
A greve nacional afetava dez cidades da região de Campinas nesta segunda. As cidades que tiveram atendimentos prejudicados são Valinhos, Pedreira, Sumaré, Mogi Mirim, Itapira, Mogi Guaçu, Campinas, Indaiatuba, Americana e Amparo. Algumas estão totalmente paralisadas e outras estão realizando apenas perícias médicas agendadas.
A direção do Sindicato da Saúde e Previdência de São Paulo (Sinsprev) informou na tarde desta segunda-feira (24) que a greve dos funcionários do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) atinge as agências de Itaquaquecetuba e Mogi das Cruzes. Em Suzano, segundo o sindicato, o atendimento segue de forma normalizada.
A paralisação afeta a região do Alto Tietê. "A agência de Itaquaquecetuba está parada [agência], Mogi das Cruzes funciona parcialmente e em Suzano o atendimento está normalizado", explica o diretor do Sinsprev, Fábio Antonio Arruda.
G1