ULTIMAS NOTÍCIAS
By Silvano Silva ✔ | quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016 | Posted in | With 0 comments


O Conselho de Comunicação Social do Congresso vai se reunir nesta segunda-feira (15), às 9h, para um seminário onde será discutida a migração das rádios AM para a FM no Brasil.
A qualidade de áudio superior e a facilidade de sintonia têm levado as emissoras a optar pelo espectro da Frequência Modulada (FM), o que tem mudado o perfil do setor de radiodifusão nacional. Além disso, vem diminuindo a oferta de aparelhos com receptores AM. O decreto autorizando a migração das estações foi assinado pela presidente Dilma Rousseff em 7 de novembro de 2013.
No debate de segunda-feira, os integrantes do conselho - criado pela Constituição de 1988 para atuar como órgão consultivo do Congresso Nacional - e convidados devem avaliar também a falta de espaços disponíveis na modalidade de frequência FM para as novas emissoras que estão chegando e ainda os valores a serem pagos para a mudança de faixa.
Foram convidados o ministro das Comunicações, André Peixoto Figueiredo Lima; o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações, João Batista de Rezende; o presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Daniel Slavieiro; e a representante do grupo de pesquisadores de radiodifusão da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom), Nélia Del Bianco.

Pauta

Às 14h, o Conselho se reunirá novamente para uma reunião ordinária. Na pauta, está a formação de duas comissões de relatoria: uma sobre a concentração dos meios de comunicação no Brasil e outra para discutir os processos de concessão de serviços de radiodifusão.
Temas como a violência contra os profissionais de comunicação e os efeitos da crise econômica sobre a comunicação social também vão ser discutidos.
Agência Senado 

By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

O Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba (CBMPB) realizou 7.213 intervenções no feriadão de Carnaval na Paraíba, sendo 315 atendimentos a ocorrências (combate a incêndio, atendimento pré-hospitalar, entre outros); 159 ações de prevenção aquática (afogamento, salvamentos aquáticos, primeiros socorros, e outras ações) e 6.739 ações preventivas (informações prestadas ao público, advertências, distribuições de pulseiras de identificação).
Os números dizem respeito aos chamados de emergência recebidos pelo 193 de sábado (6) a terça-feira (9), bem como às ações preventivas e proativas nas praias, estradas e pontos de grandes festas em toda a Paraíba.
A operação empregou um reforço de 1.258 militares e 90 viaturas em todo Estado, sendo 451 bombeiros na área do 1º Comando Regional de Bombeiro Militar (CRBM), incluindo o incremento de guarda-vidas no Litoral com 37 postos ativos. Foram realizados 14 resgates aquáticos na região do 1º CRBM, e 17 em todo o Estado. Nestes casos os bombeiros realizam ações de resgate e retiram a pessoa da água antes dela ser vítima de um afogamento, evitando assim complicações à sua saúde.
Em quatro casos, foram registrados afogamentos com óbitos, sendo dois na região da Borborema (um no açude Silveirinha, em Campina Grande, e outro no sítio Raposa, no município de Olivedos) e dois no Litoral (um na Baía da Traição, que chegou a ser socorrido pelos guarda-vidas, mas não resistiu, e outro na praia de Pitimbu, em área privada pertencente a um condomínio particular).
Em se tratando de ações preventivas, foram realizadas 6.739 nas diversas modalidades (informações ao público, advertências, pulseiras de identificação para crianças e crianças que foram encontradas perdidas e encaminhadas para os responsáveis). Nas outras modalidades de atuação da corporação, foram realizados, no feriadão, 156 atendimentos de natureza pré-hospitalar, 26 combates a incêndios e 27 buscas e salvamento.
Conforme o comandante da corporação, coronel Jair Carneiro de Barros, o fim do Carnaval marca a reta final da Operação Verão, que vem reforçando o efetivo de guarda-vidas no Litoral paraibano desde o início de dezembro. A Operação, de cunho preventivo, vem sendo realizada todos os anos na Paraíba e contribuído significativamente para a redução dos índices de afogamentos.
Nesta edição, a ação segue até 14 de fevereiro, período em que o movimento nas praias volta ao usual, em virtude do final das férias.
Secom PB
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

A meia-atacante Marta, cinco vezes vencedora da Bola de Ouro, segue como a principal esperança da seleção brasileira feminina para a conquista da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.
Em entrevista a BBC, Marta disse esperar que a seleção consiga mostrar seu potencial durante o evento, já que esta pode ser a última vez que ela disputará as Olimpíadas.
"Pode ser que sejam meus últimos Jogos, pois estes aqui no Rio serão muito especiais. Chegamos perto da medalha de ouro em 2008, então agora tentaremos fazer o melhor possível", declarou a jogadora.
Após disputar as Olimpíadas de 2004, em Atenas, e defender novamente a seleção nos Jogos Olímpicos de 2008, em Pequim, e de 2012, em Londres, Marta acredita que a competição terá um significado especial desta vez.
"É muito importante para nós porque será a primeira Olímpiada no Brasil, assim temos uma grande oportunidade para mostrar que somos as melhores. Todas as equipes do Brasil sempre sofrem muita pressão. Desta vez não será diferente", ressaltou Marta, que, aos 29 anos, tem a incrível marca de 92 gols em 95 partidas pela seleção.
Atualmente, Marta joga pelo Rosengard, da Suécia. Recentemente, a equipe da atleta disputou uma partida amistosa contra a equipe feminina do Manchester City e acabou derrotada por 3 a 1. De acordo com a jogadora, que não atuou no jogo por conta de um desgaste muscular, o nível apresentado pelas rivais, que disputam a Superliga Feminina Inglesa (WSL, na sigla em inglês), a impressionou, o que a fez cogitar atuar no país em algum momento da carreira.
"Durante toda minha vida eu quis jogar no nível máximo, então, por que não? Nunca se sabe o que acontecerá no futuro. Agora estou muito contente na minha equipe, por isso não penso em outros clubes, mas nunca diria que não faria isso mais pra frente. O City me surpreendeu porque tem uma grande equipe. Nos pressionaram no campo ofensivo e foram muito bem. Isso é algo positivo para o futebol feminino, precisamos de mais clubes assim", concluiu Marta. 
UOL 

By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

 Operação Carnaval: número de mortos cai a zero e acidentes diminuem 33% nas estradas da Paraíba, aponta PRF
Mais de 5.400 motoristas foram flagrados pelos radares da Polícia Rodoviária Federal

João Pessoa/PB, 11 de fevereiro de 2016 – A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou a Operação Carnaval 2016 nesta última Quarta-feira (10) com uma redução no número de acidentes . O destaque foi que não houve nenhum registro de mortes ao longo do feriado. A operação teve início no dia 05 de fevereiro e abrangeu todo o estado da Paraíba.

ACIDENTES


Nas BRs que passam pela Paraíba o número de acidentes diminuiu 33% no comparativo com o ano passado, levando em consideração números absolutos. Não houve registro de óbito durante a operação. 14% dos acidentes foram considerados graves e apenas 13% das vítimas envolvidas nos acidentes foram considerados feridos graves. Quanto aos acidentes graves, 50% tiveram a participação de veículos de duas rodas (motocicletas e ciclomotores). Dentre as principais causas de acidentes predominaram a falta de atenção, ingestão de álcool, velocidade incompatível e não manter distância de segurança.

Dados da Operação Carnaval 2016

· Acidentes sem vítimas: 15

· Acidentes com feridos: 27

· Acidentes graves: 06

· Pessoas feridas: 46

. Pessoas mortas: 00


Dados da Operação Carnaval 2015

· Acidentes sem vítimas: 34

· Acidentes com feridos: 25

· Acidentes graves: 14

· Pessoas feridas: 36

. Pessoas mortas: 04


Voando baixo - Ao todo mais de 9,4 mil veículos foram fiscalizados sendo que destes mais de 5.400 foram flagrados em excesso de velocidade. Na BR 230, um veículo foi flagrado a 181 Km/h. Além desse, outros flagrantes de abuso extremo foram verificados com registros, como: 157, 159, 164 e 169 km/h, em trechos cuja velocidade máxima permitida é de 100 km/h. Irresponsabilidades também foram cometidas por profissionais do trânsito: um caminhão estava circulando a 144 KM/h e um motorista que realizava transporte de Produto Perigoso, deslocava-se a uma velocidade de 116 Km/h, quando a máxima permitida era de 80 Km/h. Em outros casos, vans, ônibus e microônibus também foram flagrados em excesso de velocidade.

Bebida alcoólica acabou com a folia de muitos motoristas

A cada 26 testes de alcoolemia, um condutor foi encontrado dirigindo sob influência de álcool. Durante a Operação 1.729 testes do bafômetro foram realizados e 63 condutores foram tirados do volante por dirigirem embriagados. Dentre esses, sete motoristas foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil por cometerem o crime de embriaguez ao volante. O caso mais extremo de embriaguez aconteceu na cidade de Patos, Sertão paraibano. Durante uma ronda, os policiais perceberam uma caminhonete VW Saveiro ziguezagueando na rodovia e quase colidindo com outros dois veículos. Ao realizar a abordagem, os agentes se depararam com um homem de 70 anos com visíveis sinais de embriaguez e afirmando que havia tomado uma grande dose de cachaça. O valor medido no teste foi 1,45 mg/L, 480% a mais do valor necessário para caracterização do crime de embriaguez ao volante previsto no CTB.

Educação Para O Trânsito - Na Operação Carnaval as ações de educação para o trânsito também fizeram parte da programação. Ao todo, 3.441 pessoas foram sensibilizadas. O objetivo das ações foi orientar os motoristas através de vídeos educativos sobre os perigos nas rodovias e os principais comportamentos nocivos que devem ser evitados. Velocidade e alcoolemia foram os temas das palestras, além dos vídeos do cinema rodoviário e das abordagens educativas.




Com Assesoria
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

 Estão abertas as inscrições para a palestra sobre empreendedorismo digital, que será realizada no próximo dia 27, às 17h, no Auditório 1 da Estação das Artes Luciano Agra, no bairro Altiplano, na Capital. O evento conta com o apoio da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). A entrada é 2 kg de alimentos não perecíveis.

Serão três palestrantes, Hayden Goes, de Cuiabá, Diego Ywerson e Rodrigo Lima, que debaterão o tema "O Óbvio do Marketing". As inscrições serão feitas no site da Eventick (http://even.tc/oobviodomarketing). Os alimentados arrecadados serão revertidos a uma instituição de caridade, que os próprios participantes definirão no dia. No intervalo das palestras será oferecido um “cooffe break” para os participantes.

O palestrante Rodrigo Lima ressaltou que o evento trará novidades sobre o empreendedorismo digital. “As palestras vão apresentar a forma fácil e rápida de fazer marketing e influenciar desejos, e esse segredo os participantes só descobrirão no dia”, disse. No entanto, segundo ele, o maior o objetivo do evento é social. “Nosso maior intuito é ajudar a quem precisa por isso todos os alimentos arrecadados serão destinados à caridade”, concluiu.


Secom-JP
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

 Sabadinho Bom volta neste sábado
O primeiro Sabadinho Bom após o período carnavalesco terá Júnior do Cavaco e a Orquestra Frevoriando, na Praça Rio Branco, em João Pessoa. Das 11h30 às 16h, o palco terá muito samba, chorinho e pagode. O primeiro tempo do Sabadinho Bom será com um grande conhecido dos frequentadores do projeto. Júnior do Cavaco, que já tem até fã-clube, fará novo show, entre 11h30 e 13h30, juntamente com sua banda. A Orquestra Frevoriando fará o segundo tempo do Sabadinho, das 14h às 16h. No repertório, nada de frevo. O set list, conforme o maestro Derli, será de muito samba, com destaque para os clássicos. O Sabadinho Bom, uma das ações culturais mais populares de João Pessoa, é voltado para a difusão do chorinho e do samba sempre executados por grupos da cena local. O projeto é promovido pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através de sua Fundação Cultural (Funjope). Frevoriando - A Orquestra Frevoriando foi criada em 2002, em João Pessoa, pelo músico Rivaldo de Araújo Dias. De lá para cá, tem participado das prévias carnavalescas, destacando um repertório com os mestres do frevo, como Capiba e Maestro Duda. São 11 componentes, entre trombones, trompetes, saxofones, tuba, guitarra, baixo, bateria e cantores. A Orquestra Frevoriando já animou diversos blocos carnavalescos, como Muriçocas do Miramar, Muriçoquinhas e Viúvas da Torre. Na apresentação deste sábado, porém, o repertório terá apenas samba. Salete Marrom e Kojak do Banjo cantarão um repertório de clássicos, incluindo Jorge Aragão e Zeca Pagodinho. Salete interpreta as canções com o mesmo timbre de Alcione. A banda terá baixo, guitarra, bateria, violão de sete cordas, cavaquinho, surdo e pandeiro Júnior do Cavaco - Há uma década e meia na estrada, quase metade tocando samba e pagode, Júnior do Cavaco apaixonou-se pelo chorinho nos últimos anos e vem se aperfeiçoando no gênero imortalizado por Pixinguinha e Jacob do Bandolim. A partir das 11h30, Júnior do Cavaco sobe ao palco do Sabadinho para apresentar grandes clássicos de Jacob do Bandolim, Santa Morena, Pixinguinha, Waldir Azevedo e choros de sua própria autoria. O repertório deverá contar com canções como ‘Choro negro’ (Paulinho da Viola), ‘Frevo de rua’ (Nino Pernambuco),’Evocação a Jacob’ (Avena de Castro), ‘Saxofone, por que choras?’ (Ratinho), ‘Um a zero’ (Pixinguinha/Benedito Lacerda) e ‘Perigoso’ (Orlando Silveira). Artistas que elevaram a música regional também estão no repertório. Assim, Júnior do Cavaco deverá incluir“Um tom para Jobim” (Sivuca), “Araponga” (Luiz Gonzaga) e o baião autoral “Saudade de Dominguinhos”, que intitula o seu primeiro CD, ainda em fase de produção. Serviço:

Sabadinho Bom apresenta Júnior do Cavaco e Orquestra Frevoriando

Data: sábado (13)

Horário: 11h30 às 16h

Local: Praça Rio Branco, Centro

Entrada gratuita





Com Secom/JP
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments


Denúncias de assédio sexual no trabalho divulgadas por uma apresentadora de TV iraniana estão estimulando mulheres a quebrar o silêncio e dividir experiências quanto a um problema tradicionalmente não reconhecido no país.
Sheena Shirani, apresentadora da Press TV, canal estatal com notícias em inglês, quebrou um tabu ao falar de assédio sexual que diz ter sofrido por parte de dois chefes por muito tempo.
As acusações da apresentadora vieram a público de forma espetacular quando ela postou na internet as gravação de uma conversa telefônica na qual um homem, que seria seu chefe, Hamid Reza Emadi, pede repetidamente favores sexuais.
Após o incidente de assédio, ela pediu demissão e deixou o país, para, em seguida, publicar o áudio na internet. A conversa foi ouvida mais de 120 mil vezes na página da apresentadora no Facebook e em um site iraniano de notícias baseado fora do país.
Sheena também compartilhou uma captura da tela de seu celular com uma troca de mensagens entre ela e Emadi, na qual ele pede que ela retire o áudio do ar.
Outra captura do celular, aparentemente de uma conversa via WhatsApp, mostra uma declaração de Emadi negando as acusações e afirmando que o áudio é falso.
No entanto, em um passo inédito, a Press TV anunciou ter suspendido dois de seus funcionários enquanto são investigadas as acusações. Um deles seria Emadi e o outro, um homem que Sheena também acusa de tê-la assediado.
Em um comunicado, a Press TV disse que "embora o áudio não possa ser usado legalmente (como prova) e nenhuma denúncia (formal) tenha sido feita", o caso "é sério" e será investigado.
'Razões políticas'
A emissora também afirma que o áudio publicado por Sheena foi feito com ajuda "de pessoas que se opõem ao sistema iraniano por razões políticas".
Sheena respondeu ao comunicado da emissora e justificou o fato de ter usado redes sociais antes de buscar uma reclamação formal dizendo não ter tido outra alternativa, uma vez que as pessoas para as quais poderia ter feito a denúncia eram as mesmas que a assediavam.
"Numa sociedade como a iraniana, se você for fraco e não tiver laços com poderosos, você está sozinho. Mais ainda, se você for mãe solteira, estará desprovida de qualquer valor nesta sociedade", disse ela à seção persa da Voice of America - serviço de radiodifusão internacional financiado pelo governo americano.
"Eu sabia que ninguém me via como profissional. Eu era vista sexualmente", complementou.
As ações da apresentadora despertaram imediatamente um debate sobre assédio sexual em locais de trabalho nas redes sociais iranianas.
Postagens afirmando que as mulheres "precisam aprender com ela e defender seus direitos", ou saudando "a bravura e a dignidade" que revivem a "voz das vítimas", estão entre os muitos que repercutiram a denúncia.
Em outros incidentes de assédio sexual no Irã, as vítimas, principalmente mulheres, são acusadas de "comportamento inapropriado" e não veem seus casos acolhidos por autoridades.
Sheena Shirania trabalhava na Press TV desde 2007. Ela é divorciada e tem um filho.
Emadi, que é casado, já esteve envolvido em polêmicas antes. Em 2013, ele foi alvo de sanções da União Europeia após o canal de TV ter transmitido uma entrevista - que teria sido realizada sob coação - com o jornalista da Newsweek Maziar Bahari. Por causa dessa entrevista, a Press TV acabou perdendo sua licença de transmissão no Reino Unido.
G1 

By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

Professores do Estado paralisam atividades dia 17
 Os professores da rede estadual de ensino vão fazer uma paralisação, na quarta-feira (17), em protesto contra o andamento do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) da categoria. A paralisação vai deixar cerca de 500 mil alunos sem aula em 765 escolas.


Segundo o presidente da Associação dos Professores de Licenciatura Plena do Estado da Paraíba (APLP), Bartolomeu Pontes, a categoria estaria insatisfeita com o andamento do PCCR e com as progressões horizontais e verticais da categoria, que não aconteceram neste ano.


“Vamos reiterar nosso pedido sobre uma definição quanto ao PCCR e as progressões horizontais e verticais, que estão paradas e não devem mais ocorrer neste ano. Isso prejudica os professores que estão em processo de qualificação”, contou Bartolomeu Pontes.


Ainda segundo o presidente da APLP, os professores vão realizar assembleias durante a quarta-feira e solicitar uma audiência com o governo do Estado para discutir os caminhos da educação. A possibilidade de uma futura greve não foi descartada.


“Vamos tentar essa audiência com o governo e propor discussões sobre as nossas solicitações. Após a paralisação, outras assembleias estão marcadas e o encaminhamento depende da categoria. O que a categoria decidir vamos acatar e, com isso, não é descartado uma possibilidade de haver greve futuramente”, concluiu o presidente da APLP.


O Portal Correio entrou em contato com a Secretaria de Educação do Estado para saber um posicionamento sobre a paralisação dos professores, mas até o fechamento desta matéria a Educação do Estado não se pronunciou sobre o assunto. As informações são do portal Vale do Piancó Notícias 


Com o PBAgora
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

A Polícia Militar da Paraíba, por meio dos Centros Integrados de Operações, recebeu 1.015 chamados de ocorrências de perturbação do sossego, envolvendo som alto. As solicitações foram feitas entre as 18h da última sexta-feira (5) até esta terça-feira (9), sendo a Região Metropolitana de João Pessoa – incluindo Jacumã, Baía da Traição e Lucena – responsável por 884 chamados.
No período do carnaval, o Batalhão de Polícia Ambiental aplicou R$ 55 mil em multas nas cidades de Lucena (nove casos) e São José da Lagoa Tapada (3 casos), inclusive com a apreensão dos sons automotivos que estavam sendo usados de forma abusiva. Além disso, foram realizadas nove notificações de residências que estavam com som alto (três em Jacumã, uma em Catolé do Rocha, uma na Baía da Traição, três em Pitimbu e um em São Bento), como medida de advertência para que os moradores não voltassem a cometer a infração.
O comandante do Batalhão Ambiental, major Tibério Pereira, disse que a Polícia Militar não atuou só de forma repressiva. “Pelo contrário, iniciamos a Operação Carnaval com uma campanha educativa durante o sábado, com blitzen nas estradas distribuindo panfletos que traziam diversas orientações ao folião. Ao todo, mais de 100 policiais do Batalhão Ambiental atuaram na operação”, destacou.
Trios elétricos – Em Cabedelo, no último domingo (7), foram autuados dois trios elétricos que estavam com a documentação ambiental irregular. Um deles também tinha problemas com emplacamento. Equipes do Batalhão Ambiental e do Batalhão de Trânsito foram chamadas ao local e adotaram as medidas legais. Em todo o Estado este trabalho de fiscalização foi intensificado para garantir a segurança dos foliões e prevenir possíveis acidentes.
Secom PB 

By Silvano Silva ✔ | quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016 | Posted in | With 0 comments

Grito Rock João Pessoa acontece de quinta à sábado no Centro Histórico
 A nona edição do Grito Rock João Pessoa começa nesta quinta-feira, às 20h, no Centro Cultural Espaço Mundo, com vernissage da Expo.Grito e pocketshow de Totonho & Passo Largo (DF). Na sexta (12) e sábado (13) acontecem ainda 30 shows em 3 palcos, além de feira cultural, espaço gastronômico e campanha socioambiental. Toda a programação é gratuita.


A exposição coletiva Expo.Grito tem a presença de 5 artistas visuais de João Pessoa que foram selecionados através de chamada pública: Un Coeur Lourd, de Dedoverde; Dreams, de Diego Carneiro; Filhas da Bula, de Witch; Consumidos 3, de Marcela Lazuli; e Olhares do Palco, de Russo.


Na sexta, também a partir das 20h, começa a parte mais esperada do festival, com 30 shows divididos em 3 palcos, no Centro Cultural Espaço Mundo, no Pogo Pub e na própria Praça Antenor Navarro, principal pólo do festival. Nessa noite alguns dos shows serão da Zefirina Bomba, Soturnus, Rieg (EUA), Augustine Azul, Tenébrio Form (RN) e Revolta Civil (PE), além de mais 9 shows.


Já no sábado, encerrando o Grito Rock João Pessoa 2016, os shows ficam por conta de artistas como Dois Africanos, Macumbia, Burgo, Paudedaremdoido, Casa Loca (MA), Passo Largo (DF), Lepra (PE), Parahyba Ska Jazz Foundation e mais 12 bandas locais.


Grito Verde

Promovendo práticas e valores socioambientais, o Grito Verde visa construir um evento comprometido com as preocupações globais em relação ao Meio Ambiente, entendendo a necessidade de gerar a conscientização de que o público e os artistas fazem parte do projeto de sustentabilidade do festival e são agentes ativos no processo. Para isso, são trabalhadas as seguintes campanhas nas redes sociais e durante o evento: Pegue Carona, Vá de Bike, Destine seu Lixo Corretamente e Adote Um Copo.


Um detalhe importante em relação a campanha Adote Um Copo, pois não haverão copos descartáveis no evento, nem serão liberadas latinhas e garrafas de vidro, todos os líquidos serão passados direto para um recipiente do público. Por isso o Grito Rock estimula que as pessoas levem seu próprio copo/caneca ou adquira o MeuCopo Eco de polipropileno de 550ml, disponível no local, sendo possível devolvê-lo ao final e ter seu dinheiro ressarcido.


Camelô 2.0 e Praça de Alimentação

Com o objetivo de incentivar a distribuição e circulação de bens e produtos culturais, a campanha Camelô 2.0 promoverá um espaço para microempreendedores criativos montarem suas banquinhas e exibir sua produção para o público do evento, que além de curtir o shows, pode também aproveitar essa feirinha cultural.


Já com o intuito de dar mais conforto aos participantes do festival que vão encarar uma verdadeira maratonas de shows, além de entender a gastronomia como parte da cultura de um povo, o Grito Rock João Pessoa 2016 contará também com uma área para comercialização de alimentos as 4mil pessoas por noite que vêm.


O Grito Rock João Pessoa é realizado pelo Coletivo Mundo, grupo sem fins lucrativos sediado no Centro Histórico da capital que promove ações de fomento a produção, distribuição e fruição de artes e cultura independente na Paraíba. Na edição deste ano conta com apoio do Fora do Eixo Card, Varadouro Cultural, Prefeitura de João Pessoa e Governo do Estado da Paraíba.


O festival faz parte ainda da programação do Circuito Varadouro Cultural Verão 2016, que começou em janeiro e vai até fevereiro com atividades em dezenas de espaços culturais independentes do Centro Histórico da capital paraibana.


PROGRAMAÇÃO COMPLETA:


QUINTA (11/02)

20h - Vernissage Expo.Grito 2016

22h - Pocketshow com Totonho & Passo Largo (DF)


Local: Centro Cultural Espaço Mundo

Entrada Gratuita


SEXTA (12/02)


PALCO VARADOURO

20h30 Incessante

21h30 Vieira

22h30 Hazamat

23h30 Soturnus

00h30 Zefirina Bomba


PALCO MUNDO

21h DigZin

22h Valmer

23h Benzine

00h Rieg

01h Augustine Azul


PALCO POGO

21h Nardonis

22h Incarcehated

23h Chancho (RN)

00h Tenébrio Form (RN)

01h Revolta Civil (PE)


SÁBADO (13/02)


PALCO VARADOURO

20h Pau de Dar em Doido

21h10 Dubbem

22h10 Burgo

23h10 Macumbia

00h20 Dois Africanos


PALCO MUNDO

20h40 Mangangás

21h40 Sundogs (CE)

22h40 Casa Loca (MA)

23h50 Passo Largo (DF)

1h Parahyba Ska Jazz Foundation


PALCO POGO

20h40 FINC

21h40 Hairy Fly

22h40 Sob Aviso

23h50 Puia

1h Lepra (PE)


Foto: Divulgação
Ascom
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

A tribo Tupi Guarani conquistou o título de campeã do Carnaval Tradição 2016, neste sábado (6), em João Pessoa. A agremiação ficou pouco mais de um ponto à frente da campeã do ano passado, a tribo Africanos. O titulo foi comemorado na Avenida Duarte da Silveira, onde ocorreram os desfiles prestigiados - também - pelo prefeito Luciano Cartaxo e por Maurício Burity, diretor da Funjope.

No sábado (6) dedicado às tribos indígenas, com arquibancadas lotadas por centenas de amantes do Carnaval Tradição, a classificação foi a seguinte: Tupi Guarani em primeiro, seguida por Africanos, Tupi Guanabara, Papo Amarelo, Tabajara, Xavantes, Ubirajara, Guanabara, Pele Vermelha e Flecha Negra. A campeã foi conhecida, logo após o desfile.

A comissão julgadora foi formada por Anne Fernandes, João Lobo, Márcio Lins, Makarios Maia Barbosa, Chico Noronha e Clara Jerônimo, Eles avaliaram os seguintes quesitos para definir a classificação: Fantasia, Batuque, Cocar, Estandarte, Conjunto e Coreografia.

O Carnaval Tradição de João Pessoa começou neste sábado (6) reunindo mais de 500 integrantes de 10 tribos indígenas. Este ano, o desfile completa 101 anos de existência e é patrocinado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através da sua Fundação Cultural (Funjope).


A campeã

- Agremiação do bairro de Mandacaru, a Tupi Guarani foi criada em 1989 por Renato Sousa, o Rei. Na Rua Rodrigues Alves (perto do Porto de João Tota), juntamente com amigos, ele fundou a agremiação.

A partir da década de 1990, a tribo foi liderada por José Belízio Moura. O Mestre Moura ficou no comando até 2011, ano em que ele faleceu. O trabalho foi continuado pela filha de Moura, Neide, e pelo genro André Bideca.
Secom JP
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

Urso Amigo Batucada é bicampeão do Carnaval Tradição
 A ala ursa Uso Amigo Batucada sagrou-se bicampeã do Carnaval Tradição 2016, nesta segunda-feira (8), em João Pessoa, encerrando a programação dos 101 anos do evento realizado pela Prefeitura de João Pessoa, através de sua Fundação Cultural (Funjope).


A ala ursa Urso Panda ficou em segundo lugar e a Urso da Paz em terceiro. Dezoito agremiações desfilaram nesta segunda-feira de Carnaval. As avaliações foram nos quesitos de Batuque Original, Cabeça de Fantasia, Dança, Estandartes, Animação, Figurino dos Tocadores, Organização na Avenida e Torcida.


Desfilaram Batucada Nova Liberdade (participação especial), Batucada Águia de Ouro (participação especial), Urso Fulião (participação especial), Urso Anos Dourados, Urso Preto, Urso Sem Lenço Sem Documentos, Urso da Paz, Urso Verde, Urso Amigo Batucada (atual campeão), Urso Jamaica, Urso Santa Cruz, Urso Reboliço, Urso Canibal, Urso Cachorro Louco, Urso Celebridade, Urso Panda, Urso Alegria do Panda, Urso Branco (participação especial).


A comissão julgadora foi formada por Anne Fernandes, Clara Jerônimo, Chico Noronha, João Lobo, Márcio Lins e Makários Maia e Chico Noronha, a mesma composição que avaliou os desfiles de tribos indígenas e escolas de samba nos dois dias anteriores.


A torcida - Um dos quesitos mais importantes é ‘Torcida’. E os torcedores capricham! Verônica dos Santos, 52, não perde uma edição do Carnaval Tradição. Moradora do Cristo, ela faz questão de reforçar a torcida pelas ala ursas.


Verônica admite, todavia, que tem maior simpatia e proximidade com os clubes de frevo. Ainda assim, ela já desfilou três vezes defendendo a escola de samba Malandros do Morro, do bairro da Torre.


Moradora da Torre, a aposentada Maria Nazaré tem 84 anos e é cadeirante. Isso não foi obstáculo para que ela prestigiasse a programação do Carnaval Tradição. “Sempre brinquei Carnaval. Sou do tempo do lança-perfume”, brincou dona Nazaré.


Brincantes - Levando-se em conta apenas os nomes, bem que eles poderiam formar uma bela dupla. Poderiam ser parceiros e até irmãos. Mas, nos desfiles de ontem, Leandro Neves e Leonardo Santos estavam em lados opostos.


Leonardo Santos, 17, estava em seu primeiro desfile no Carnaval Tradição, defendendo as cores e a alegria do Urso Jamaica. Já Leandro Neves, 25, estava no time da Urso Amigo Batucada, torcendo pelo bicampeonato de sua agremiação.


“Mais importante que o título é a brincadeira. Claro que eu quero ganhar, mas a alegria é mais importante”, disse Leandro. E a alegria maior foi dele mesmo, que comemorou o título mais uma vez. Já Leonardo, que ficou em quarto lugar, terá ainda muitos carnavais pela frente.



Secom-JP