ULTIMAS NOTÍCIAS
By Silvano Silva ✔ | quinta-feira, 14 de junho de 2018 | Posted in | With 0 comments
Uma pesquisa realizada nas capitais brasileiras pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) projeta que cerca de 60 milhões de consumidores brasileiros devem gastar com produtos ou serviços relacionados à Copa do Mundo. Apenas 25% dos entrevistados na pesquisa não devem consumir produtos ligados ao Mundial. Segundo o estudo, os jogos do Mundial devem movimentar cerca de R$ 20,3 bilhões nos setores de comércio e serviços em todo o país.
A pesquisa ouviu 1.061 consumidores de ambos os gêneros, de todas as classes sociais, acima de 18 anos e em todas as capitais para detectar o percentual de quem vai assistir e acompanhar a Copa do Mundo. Depois, a pesquisa se aprofundou a partir de 843 entrevistados que pretendem acompanhar ao evento. Os entrevistados poderiam optar por mais de uma resposta.
Segundo a projeção, o foco da maior parcela de gastos está ligado ao consumo de alimentos e bebidas para o acompanhamento das partidas nas próprias residências dos torcedores, como tira-gostos (56%), pipocas (37%), salgados (39%), cerveja (74%), refrigerantes (72%), água (69%) e itens para churrasco (49%). Esses gastos representam 91% dos entrevistados.
Outros serviços que serão fonte de gasto dos torcedores na Copa serão as idas em bares e restaurantes para assistir as transmissões da Copa – um total de 62% dos entrevistados. As compras de adereços, decoração e acessórios representam, respectivamente, 61%, 54% e 48% do foco de consumo, segundo o levantamento realizado. A pesquisa indica ainda que 46% dos consumidores participarão de bolões, 38% irão adquirir serviços de internet para smartphone e 21% pretendem contratar pacotes de TV.
Apesar de toda essa movimentação financeira, metade dos consumidores entrevistados não pretendem realizar as compras nos horários de transmissão dos jogos.
Arrecadação projetada
Segundo o levantamento, os principais locais de compra serão os supermercados (68%), lojas de rua (35%) e camelôs (28%).
A média de gastos para quem vai acompanhar as partidas na casa de amigos ou parentes (44%) será de R$ 119, enquanto os que pretendem ir à bares ou restaurantes (22%) terão uma média de R$ 128. Para 35% dos entrevistados, a prioridade na escolha do estabelecimento está relacionada principalmente ao preço acessível das bebidas, e atrás estão questões como ‘qualidade do serviço’ (30%), ‘presença de amigos ou familiares (27%), e o ‘tamanho do telão’ em que os jogos serão exibidos (27%).
Folgas
Em 17% dos casos, a empresa onde o entrevistado trabalha pretende liberar os funcionários durante os jogos da seleção brasileira. Os trabalhadores que garantem ter um horário flexível de trabalho ou que irão fazer uma pausa no expediente durante as partidas, ambos representam a parcela de 14%. Apenas 6% disseram que os funcionários irão trabalhar regularmente e sem pausa durante as partidas.

Com Nordeste1.Com
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments
A Copa do Mundo Rússia 2018 tem início hoje (14), às 12h (horário de Brasília), com o jogo entre as seleções do país anfitrião e da Arábia Saudita, no histórico Estádio Luzhniki, em Moscou, palco da Olimpíada de 1980, e que foi reformado para a competição da Federação Internacional de Futebol (Fifa). Antes de a bola rolar, a festa oficial de abertura pretende mostrar um pouco da cultura russa para o mundo e para o público presente no estádio.
O árbitro principal da partida é o argentino Néstor Pitana, de 42 anos. Ele terá como auxiliares os também argentinos Hernán Maidana e Juan Pablo Bellati. Pitana participou da Copa de 2014, no Brasil, apitando quatro jogos, um deles das quartas-de-final, quando a Alemanha venceu a França por 1 x 0 no Maracanã, no Rio de Janeiro.
A seleção russa que entrará em campo nesta quinta-feira poderá ter na lateral-direita um brasileiro naturalizado russo: Mário Fernandes. O atleta foi revelado pelo Grêmio e atualmente integra o CSKA de Moscou, onde chegou em 2012. Mário faz parte da seleção da Rússia desde o ano passado.
Anton e Alexei Miranchuk são os gêmeos destaques do time russo. Os dois jogam no meio de campo e são estreantes em Copa. O time mais provável que deverá entrar em campo é formado por Akinfeev, Mário Fernandes, Granat, Ignashevich e Kudryashov, na defesa; Zobnin, Golovin, Zhirkov e Samedov, no meio de campo; e Miranchuk; Smolov, no ataque.
A Arábia Saudita disputa a sua quinta Copa do Mundo. Anteriormente, ela já havia participado das copas de 1994, 1998, 2002 e 2006. A equipe saudita conseguiu a classificação para a Rússia, disputando as eliminatórias asiáticas na mesma chave de Austrália e Japão. Apesar de não ser a favorita, superou a Austrália no saldo de gols. Os australianos também se classificaram, mas na fase de repescagem.
O melhor resultado da Arábia Saudita foi na Copa de 1994, nos Estados Unidos, chegou até as oitavas-de-final. Atualmente, o treinador é o argentino naturalizado espanhol Juan Antonio Pizzi. Osama Hawsawi, zagueiro de 34 anos, é o destaque. Pizzi deve colocar em campo hoje os seguintes jogadores: Al-Mosailem, Al-Shahrani, Omar Hawsari, Osama Hawsari, Al-Harbi, Otayf, Al-Jassam, Al-Shehri, Al-Muwallad, Al-Dawsari e Al-Sahlawi. Rússia e Arábia Saudita nunca se enfrentaram em uma Copa do Mundo.

Com Nordeste1.Com 
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments



A Prefeitura Municipal de Sapé tem procurado, de forma permanente, criar uma consciência de preservação dos bens naturais do município, com campanhas educativas.
A Secretaria da Educação, Cultura, Esporte e Turismo realizou, na manhã da terça-feira, dia 8 deste mês, uma solenidade alusiva a Semana Nacional do Meio Ambiente. Na ocasião, representatividades  de profissionais da educação estiveram  presentes  e destacaram os projetos desenvolvidos nos educandários, que resultou em inscrições e classificações de escolas municipais na V Conferência Nacional Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente.
O Secretário da Educação, Cultura, Esporte e Turismo Kíldare André Lima de Freitas destacou que tomar cuidado e preservar o meio ambiente é cuidar da vida e esse deve ser um compromisso de todos.
Como funciona
Neste ano de 2018, no Calendário Letivo e Calendário de Ações da SEDCET, na semana de 04 a 08 de Junho, foi evidenciando o tema Meio Ambiente. Apesar dessa temática ser trabalhada no cotidiano escolar, neste ano houve um diferencial. As escolas da rede municipal de ensino desenvolveram projeto relacionados ao Meio Ambiente com o intuito de participarem da Conferência Nacional do Meio Ambiente, com o tema " Vamos Cuidar das Águas ", havia 17 vagas para o Estado da Paraíba e das 4 escolas selecionadas para a segunda etapa na esfera estadual, e duas das nossas escolas foram selecionadas.
A Conferência Nacional Infanto-juvenil pelo Meio Ambiente (CNIJMA) é uma iniciativa do Órgão Gestor da Política Nacional de Educação Ambiental (PNEA), constituído pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA).
É uma estratégia de mobilização de estudantes, adolescentes e jovens de todo o país visando promover a reflexão, o desenvolvimento de estudos e pesquisas, além de estimular a proposição de ações e projetos no contexto da temática socioambiental, considerando seus desafios e alternativas, no âmbito da escola e de seu entorno, em conformidade com as orientações expressas nas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental (DCNEA). A Conferência é um processo pedagógico, dinâmico, de diálogos e encontros, voltado para a valorização da cidadania ambiental nas escolas e comunidades a partir da educação ambiental crítica, participativa, democrática e transformadora. Ela se caracteriza como um processo dinâmico de encontros e diálogos, para debater temas propostos, deliberar coletivamente e escolher os representantes que levarão as ideias consensuadas para as etapas sucessivas.
A Conferência Infanto-juvenil pelo Meio Ambiente, realizada por adesão espontânea das escolas do segundo segmento do Ensino Fundamental, representa um marco na política de Educação Ambiental do país.
Neste ano, a V Conferência Nacional Infanto-juvenil pelo Meio Ambiente teve como tema “Vamos Cuidar do Brasil Cuidando das Águas”, constituindo-se em um processo pedagógico que traz a dimensão social e política da questão da Água para os diálogos realizados nas escolas e comunidades, percebendo a água em suas múltiplas dimensões.
A V Conferência Infanto-juvenil foi realizada em quatro etapas:
Conferência na Escola
Momento em que estudantes, professores e demais interessados reuniram-se para dialogar sobre como transformar sua escola em um espaço educador sustentável, constituindo-se, assim, em um lócus privilegiado para aprofundar o debate sobre o tema da Conferência em nível local. Na ocasião a escola teria que elaborar um projeto de ação, divulgar o projeto; eleger um delegado ou delegada (e suplente), ter entre 11 e 14 anos no período da etapa nacional da V CNIJMA, compartilhar o resultado do trabalho coletivo com a comunidade e em seguida fazer cadastramento dos resultados da Conferência na Escola no site da Conferência que deveria ser realizado até dia 17 de abril de 2018.
A Conferência Municipal/Regional é uma etapa opcional, com os prazos definidos pela COE, onde as escolas se reúnem para apresentar e debater os projetos de ação escolhidos nas Conferências nas Escolas.
Conferência Estadual
É uma etapa obrigatória. A Conferência Estadual é um espaço de intercâmbio que tem por objetivo aprofundar os estudos e diálogos sobre o tema da Conferência a partir da perspectiva estadual. É o momento de encontro dos delegados e delegadas eleitas (os) na conferência municipal/regional ou das escolas escolhidas pela Comissão Organizadora Estadual.  Na Conferência Estadual é realizada a eleição da delegação e de um projeto de ação escolhido do conjunto de propostas das escolas que representará o Estado na Conferência Nacional.  Foram mobilizadas 368 escolas de todo o Estado, que inscreveram seus projetos no site oficial da Conferência Estadual de Educação.
Após seleção desses projetos pela COE, 51 escolas foram selecionadas para participar da II Conferência Estadual Infanto-juvenil pelo Meio Ambiente, que aconteceu nos dias 16 e 17 de maio de 2018 em João Pessoa-PB, o evento estadual foi promovido pelo Governo do Estado, por meio das Secretarias de Estado da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia (SEIRHMACT), em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (SEE) e secretarias municipais de Educação, Ministério do Meio Ambiente (MMA)e Ministério da Educação (MEC), entre outras instituições públicas que compõem a Comissão Organizadora Estadual (COE). Na ocasião foram selecionados uma delegação com 17 alunos de escolas das redes Estadual e municipais de ensino, sendo dois alunos da rede municipal de Sapé,  que vão representar a Paraíba na V Conferência Nacional Infanto-juvenil pelo meio ambiente, que será realizada na cidade de Sumaré (SP), no período de 15 a 19 de junho de 2018.
Conferência Nacional
A Conferência Nacional é o encontro nacional das delegações estaduais para realização oficinas, atividades culturais e diálogos sobre o tema “Água”, a partir dos projetos de ação selecionados nas etapas Estaduais e Distrital. Serão aproximadamente 460 delegados e delegadas, entre 11 e 14 anos, de todo pais, que já debateram o tema em suas escolas, nas Conferências Municipais e ou Regionais e nas Conferências Estaduais. Na Conferência Nacional, esses jovens irão aprofundar a temática, socializar os projetos, participar de oficinas.
sECOM
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments


Comunidade recebeu, nessa quarta-feira (6), a sétima edição do projeto e teve reivindicações na área de infraestrutura e saúde.




O bairro do Cordeiro, em Guarabira, no Agreste paraibano, recebeu nessa quarta-feira (6) a sétima edição do Projeto Gabinete Itinerante, realizado pelo vereador Renato Meireles (PSB). O encontro aconteceu na rua Cônego Matias Freire, em frente a casa da moradora Edna Azevedo e teve diversas reivindicações, principalmente na área de infraestrutura e saúde.


Segundo Renato, “a intenção do Gabinete Itinerante é estar mais próximo das comunidades e ver de perto as suas necessidades, assim como levar a estrutura funcional mínima para colher as demandas e posteriormente dar os encaminhamentos na Câmara Municipal”.

Uma das reivindicações mais feitas foi a construção de uma ponte interligando o Cordeiro ao bairro Novo, que inclusive foi promessa de campanha do atual prefeito. “Depois da mudança do trânsito já ocorreram dois acidentes no local onde se prometeu construir a ponte”, relatou Tuquinha.

Já a moradora Fernanda, disse que já faz três meses que o filho está com infecção, mas não tem pediatra e nem dermatologista para consultá-lo. Assim como João Luís que relatou a falta de médico e remédios no posto de saúde.

Baseado no que ouviu dos moradores, o vereador Renato Meireles fará requerimentos ao poder público para: criação de posto policial na comunidade, reposição de lâmpadas, manutenção na rede de esgoto, reforma da quadra poliesportiva do bairro, além de questões relacionadas a educação, como a entrega de fardamentos, dentre outras reivindicações.



Assessoria

By Silvano Silva ✔ | segunda-feira, 4 de junho de 2018 | Posted in | With 0 comments

Na cidade de Mari, na zona da mata paraibana, os cidadãos cada vez mais vêm demonstrando estarem de olho no comportamento de figuras públicas que sempre se disseram como defensores dos interesses do povo da cidade.

Após alguns comentários feitos pelo presidente licenciado e ex-apresentador de jornalístico da rádio Araçá FM, Severino Ramo sobre as questões que envolvem o instituto de previdência municipal MariPrev, a cidadã e servidora pública Vilma Paulino, participou por telefone do programa Araçá em Debate no último sábado dia (02/06) e sem papas na língua, criticou o secretário no ar sobre seu silêncio perante as irregularidades da atual gestão municipal e afirmou que Ramo é conivente com as práticas erradas da gestão de Antônio Gomes, onde hoje ele assume cargo de secretário com remuneração de mais de três mil reais mensais. Vilma também lembrou da atuação de Severino Ramo nos microfones da rádio Araçá como crítico ferrenho à gestão do ex-prefeito Marcos Martins e o acusou de ser tendencioso por só ver os erros da gestão que passou.

“Quando você estava à frente dos microfones do programa Araçá em debate, o seu foco principal e que você lembrava todo sábado era o nepotismo na família da gestão que passou. Agora, nessa não tem não, né Ramos? Não tem nenhum parente do prefeito empregado, né Ramos, pois você está caladinho, assistindo a tudo calado. Ramos, essa gestão tirou o que você tinha de mais precioso que era a sua credibilidade. Hoje você não tem mais não, Ramos! Você tá vendo que tá tudo errado e você concordando, balançando a cabeça dizendo que tá certo! Você caladinho, aceitando tudo caladinho! A gente se revolta porque você só quer ver a desgraça de um lado, mas o outro, você não fala! Fale do nepotismo que tem nessa gestão? Porque que você se cala? Rapaz, isso fica feio! Você tem família e tem filho que está lhe ouvindo. Todo mundo tá vendo que você hoje balança a cabeça pra tudo o que está errado nessa gestão. Você é conivente! Cadê seus projetos? Só vi enganação! Eu sei que você está aí na rádio e vai usar o espaço até o final do programa, pois só é o que você sabe fazer!... Ramos tá querendo só aparecer agora!” – disse Vilma Paulino em sua participação.

Ouça abaixo a gravação da participação de Vilma Paulino:


Da Redação
Do Portal Umari
Com áudio em arquivo
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments
Resultado de imagem para Imagem são joãoDiversos municípios já lançaram a sua programação das festas juninas que acontecerão na Paraíba ao longo do mês de junho, uma festa que aquece a economia local com geração de renda em diversos seguimentos, seja na rede hoteleira, alimentação, vestuário, bebidas e outros. O colorido da ornamentação junina, que neste ano também leva as cores da bandeira do Brasil por conta da Copa do Mundo 2018, já toma conta de alguns espaços, a exemplo de lojas, casas residenciais, estabelecimentos comerciais, entre outros.O Governo do Estado, por meio da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), em parceria com a Fecomércio, realiza nesta semana o lançamento dos festejos juninos e produtos turísticos dos municípios da Paraíba.

O evento será realizado no pátio da PBTur, na praia de Tambaú, em João Pessoa e contará com cerca de 25 municípios que integram o Circuito Junino do Brejo, Arraiá do Interior e Santura (Associação de Turismo e Cultura de Santa Luzia).

No local será montado espaço com tendas, estande e um palco para apresentação de quadrilhas juninas, comidas típicas e muito forró pé de serra. De acordo com a presidente da PBTur, Ruth Avelino, o objetivo é transformar o espaço em um verdadeiro arraiá junino, dando a oportunidade para que os municípios divulguem a programação das festas e apresentem seus produtos, a exemplo da gastronomia, artesanato e de grupos culturais, junto à população local, turistas e agentes de turismo receptivo.
Pbagora
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments
O Sistema Nacional de Emprego de João Pessoa (Sine-JP) oferece a partir desta segunda-feira (4), 75 vagas de emprego. Há oferta de oportunidades para candidatos de todos os níveis de escolaridade e que tenham ou não experiência prévia na função.
Confira as vagas oferecidas no link  http://midi.as/SineJP0406
A função com mais oportunidades é a de operador de telemarketing, que oferece 13 vagas, com exigência de escolaridade de ensino médio completo ou superior (cursando), com ou sem experiência. Há ainda vagas para mecânico automotivo, serralheiro, representante comercial, auxiliar de produção, entre outros. Além disso, há vaga de leiturista para pessoa com deficiência.
O Sine-JP funciona na Avenida Cardoso Vieira, 85, Varadouro, e atende das 8h às 14h, de segunda a sexta-feira. O trabalhador deve apresentar RG, CPF e Carteira de Trabalho.
Para concorrer às oportunidades em que o empregador exige apenas o currículo, o interessado deve enviá-lo para o endereço sinejp.imo@joaopessoa.pb.gov.br
As empresas que desejam anunciar vagas de empregos devem informar seus dados e as exigências das funções para o e-mail sinejp.imo@joaopessoa.pb.gov.br. Os telefones para contato do setor de captação de vagas são: 3214-1712; 3214-3214 ou 3214-1809. O serviço é gratuito.
MaisPB
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments
Um jovem foi morto a tiros no inicio da tarde deste sábado (02) na zona rural do município de Sapé, na zona da mata paraibana.
De acordo com as informações do Sgto. Glovis, da 3º CIA da Polícia Militar de Sapé,  Walisson David Neri Alves, 30 anos,  foi alvejado por disparos de arma de fogo no Sítio Cuité, nas proximidades da usina Santa Helena. Ele teria sido surpreendido por dois elementos, ainda não identificados, que estavam em uma motocicleta.
O corpo da vítima foi levado para o GEMOL e deverá passar por pericia. A polícia civil irá investigar as motivações do crime.
Redação com Nordeste1
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso que foi o responsável por indicar Pedro Parente para executar o desmonte da Petrobra, afirmou que o governo de Michel Temer acabou e que Dilma foi vitima de um golpe. FHC disse em artigo neste domingo (3), no jornal O Estado de S. Paulo.
Traduzindo, o tucano reconhece que Temer é ilegítimo e resultado de um golpe. Ou como diz ele, de um “impeachment baseado em arranhões de normas constitucionais”.
Leia, abaixo o artigo na íntegra:
Decifra-me ou te devoro
A semana que acabou ontem foi plena de tensão, demonstrando a quem não percebera antes a profundidade das dissensões que vêm de há muito tempo. As incongruências da política econômica dos governos de Lula e Dilma, em sua fase final, já haviam levado a economia à paralisação e o sistema político a deixar de processar decisões. Daí o impeachment do último governo, ainda que baseado em arranhões de normas constitucionais.
Todo impeachment é traumático. Fui ministro de um governo que resultou de um impeachment, o do presidente Itamar Franco. Este, com sabedoria, percebeu logo que precisaria de um Ministério representativo do conjunto das forças políticas. Como o PT, que apoiara o impeachment do presidente Collor, se recusava a assumir responsabilidades de governo (com olho eleitoral), Itamar conseguiu a aceitação de uma pasta por Luiza Erundina, então no PT. Mesmo eu, eleito presidente por maioria absoluta no primeiro turno sem precisar buscar o apoio do PT, tive como um de meus ministros um ex-secretário-geral do PT.
De lá para cá os tempos mudaram. A possibilidade de algum tipo de convivência democrática, facilitada pela estabilização econômica graças ao Plano Real, que tornou a população menos antigoverno quando viu em marcha uma política econômica que beneficiaria a todos, foi substituída por um estilo de política baseado no “nós”, os supostamente bons, e “eles”, os maus. Isso somado ao descalabro das contas públicas herdado pelo governo atual, mais o desemprego facilitado pela desordem financeira governamental, levou a uma exacerbação das demandas e à desmoralização dos partidos. A Lava Jato, ao desnudar as bases apodrecidas do financiamento partidário pelo uso da máquina estatal em conivência com empresas para extrair dinheiro público em obras sobrefaturadas (além do enriquecimento pessoal), desconectou a sociedade das instituições políticas e desnudou a degenerescência em que o País vivia.
A dita “greve” dos caminhoneiros veio servir uma vez mais para ignição de algo que estava já com gasolina derramada: produziu um contágio com a sociedade, que, sem saber bem das causas e da razoabilidade ou não do protesto, aderiu, caladamente, à paralisação ocorrida. Só quando seus efeitos no abastecimento de combustíveis e de bens essenciais ao consumo e mesmo à vida, no caso dos hospitais, se tornaram patentes houve a aceitação, também tácita, da necessidade de uma ação mais enérgica para retomar a normalidade.
Mas que ninguém se engane: é uma normalidade aparente. As causas da insatisfação continuam, tanto as econômicas como as políticas, que levam na melhor das hipóteses à abstenção eleitoral e ao repúdio de “tudo o que aí está”. Portanto, o governo e as elites políticas, de esquerda, do centro ou da direita, que se cuidem, a crise é profunda. Assim como o governo Itamar buscou sinais de coesão política e deu resposta aos desafios econômicos do período, urge agora algo semelhante.
Dificilmente o governo atual, dada a sua origem e o encrespamento político havido, conseguirá pouco mais do que colocar esparadrapos nas feridas. Nada de significativo será alcançado sem que uma liderança embasada no voto e crente na democracia seja capaz de dar resposta aos atuais desafios econômicos e morais. Não há milagres, o sistema democrático-representativo não se baseia na “união política”, senão que na divergência dirimida pelas urnas. Só sairemos da enrascada se a nova liderança for capaz de apelar para o que possa unir a Nação: finanças públicas saudáveis e políticas adequadas, taxas razoáveis de crescimento que gerem emprego, confiança e decência na vida pública.
É por isso que há algum tempo venho pregando a união entre os setores progressistas (que entendam o mundo e a sociedade contemporâneos), que tenham uma inclinação popular (que saibam que, além do emprego, é preciso reduzir as desigualdades), que se deem conta de que o mundo não mais funciona top/down, mas que “os de baixo” são parte do conjunto que forma a Nação, e que, em vez de se proporem a “salvar a pátria”, devem conduzi-la no rumo que atenda, democraticamente, com liberdade, aos interesses do povo e do País.
Não se trata de formar uma aliança eleitoral apenas, muito menos de fortalecer o dito “centrão”, um conjunto de siglas que mais querem o poder para se assenhorearem de vantagens do que se unir por um programa para o País. Nas democracias é natural que os partidos divirjam quando as eleições majoritárias se dão em dois turnos, quando os “blocos sociais e políticos” podem ter mais de uma expressão partidária. Mas é preciso criar um clima que permita convergência. E, uma vez no caminho e no exercício do poder, quem represente esse “bloco” precisará ter a sensibilidade necessária para unir os que dele se aproximam e afastar o risco maior: o do populismo, principalmente quando já vem abertamente revestido de um formato autoritário.
Na quadra atual, entre o desemprego e a violência cada vez mais assustadora do crime organizado, a perda de confiança nas instituições é um incentivo ao autoritarismo. O bloco proposto deve se opor abertamente a isso. Não basta defender a democracia e as instituições, é preciso torná-las facilitadoras da obtenção das demandas do povo, saber governar, não ser leniente com a corrupção e entender que sem as novas tecnologias não há como atender às demandas populares crescentes. E, principalmente, criar um clima de confiança que permita investimento e difundir a noção de que num mundo globalizado de pouco vale dar as costas a ele.
Tudo isso requer liderança e “fulanização”. Quem, sem ser caudilho, será capaz de iluminar um caminho comum para os brasileiros? “Decifra-me ou te devoro”, como nos mitos antigos.
Fonte: Brasil 247
By Silvano Silva ✔ | sábado, 2 de junho de 2018 | Posted in | With 0 comments
A Comissão Parlamentar de Inquérito dos Maus Tratos a crianças e adolescentes, no Senado, vai convocar acusados e convidar vítimas de abuso sexual nas divisões de base do futeboA l brasileiro – os convocados são obrigados a comparecer. No último domingo, reportagem do Esporte Espetacular apontou casos de pedofilia que estão sendo investigados por promotores do Ministério Público de São Paulo e do Pará nos dois estados.
A CPI – instalada em agosto do ano passado em meio à polêmica de uma performance de nudez artística que interagiu com uma criança no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM) – tinha prazo para conclusão em 22 de dezembro, depois 18 de agosto deste ano, mas deve ser prorrogada por mais seis meses.
Ricardo Crivelli, Lica, é acusado de abuso sexual por diversos jovens (Foto: Reprodução)
Na reportagem exibida pelo Esporte Espetacular, um jovem jogador de futebol, que não quis ter seu nome revelado, denunciou à polícia de São Paulo a tentativa de abuso sofrida quando tinha apenas 13 anos. O autor, segundo ele, foi Ricardo Marco Crivelli, conhecido como Lica, então olheiro do Santos. Hoje, Crivelli está afastado do cargo de coordenador das categorias de base do time da Vila. A decisão para denunciar o ato foi tomada pelo jovem, após acompanhar a repercussão midiática do caso de seu colega de quarto, Ruan Petrick.
Petrick perdeu a oportunidade de jogar no Santos pela segunda vez, após denunciar seu algoz, Crivelli.
No depoimento, João, como a reportagem do EE decidiu chamar o atleta, contou que atuava pelo América-MG e havia ido a São Paulo a pedido de seu então empresário, Luciano Pereira Nunes, o Luciano Belém, para assinar alguns documentos. Durante alguns dias, ele ficou hospedado em um alojamento onde estavam outros meninos cujas carreiras eram direcionadas pelo mesmo agente na capital paulista. Foi ali que, segundo João, ocorreu a tentativa de abuso.
Ao ser iniciada a investigação, o presidente do Santos, José Carlos Peres, afastou Lica do cargo. Os dois, porém, mantinham uma relação que ia além do clube. Desde 2005, eram sócios da Saga Talent Sports & Marketing LTDA., empresa focada em agenciamento de jogadores. Mas a sociedade foi desfeita assim que os casos vieram à tona.
OUTROS ACUSADOS DE PEDOFILIA
Durante a apuração do Esporte Espetacular, a reportagem também encontrou denúncia do Ministério Público de São Paulo contra o próprio Luciano Pereira Nunes. Ele foi enquadrado no artigo 218-B do Código Penal, que se refere à favorecimento à prostituição e exploração sexual de vulnerável.
Lica, Luciano Belém, Batata e Bira Ramos são suspeitos de abuso sexual e pedofilia (Foto: Reprodução)
De acordo com o MP, o episódio ocorreu em 2010 e a vítima foi um garoto de 13 anos que buscava uma vaga no São Bernardo, clube de base do ABC Paulista. Ainda de acordo com a denúncia, Luciano exigia que o menino mantivesse relações sexuais com ele como condição para levá-lo ao clube. Luciano nega as acusações e afirma não conhecer a vítima.
– Esse jogador nunca nem esteve comigo. Eu espero que ele prove, comprove, dessa parte eu não estava sabendo – defendeu-se Luciano.
A trama que é apurada por promotores de São Paulo e do Pará aponta para outros personagens. Luciano é amigo de Ronildo Borges de Souza, conhecido como Batata, que também buscava jogadores no Pará e os levava a São Paulo para realizar testes.
Por Leonardo Lourenço e Maurício Oliveira, São Paulo
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments
A agência dos Correios da cidade de Mulungu, no Brejo paraibano, foi alvo de assalto agora há pouco, na manhã desta sexta-feira (1º).
Os bandidos assaltaram o estabelecimento e fugiram em direção à cidade de Alagoinha. Informações dão conta que o crime foi praticado por dois homens em uma moto Honda Bros Vermelha.
A ocorrência está sendo atendida pelo 4º Batalhão de Polícia Militar, que abrange a região integrada pelo município de Mulungu. A Polícia Militar está neste momento em diligências para localizar os suspeitos. De acordo com informações da Polícia Militar em Alagoa Grande, há policiais dos municípios de Alagoinha, Mulungu, Gurinhém e Mari trabalhando para capturar os suspeitos.
ClickPB
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments
Desde o início deste século, Marcos Martins por três ocasiões foi prefeito de Mari na Paraíba. Foi acusado por detratores de não se ter aplicado o bastante e de não ter feito nada de marcante durante seus mandatos. Assim como o atual prefeito Antônio Gomes também foi, é, e será tratado.
Eles (o ex e o atual)
Esta relação do povo com seus líderes em Mari, vai muito além de uma simples escolha. Na verdade o povo mariense os amam. Mas será que ‘o ex ou atual’ são recíproco com este mesmo amor do povo? A resposta vem sendo construída deste o primeiro mandado de Marcos Martins até os dias atuais com o mandato do prefeito Antônio Gomes.
É como no seriado animado ‘Tom Jerry’ da TV – uma disputa interminável, mas na verdade o gato e o rato nunca deixaram de ser amigos. As disputas em Mari assim como no seriado da TV servem apenas para divertir o povo. O abraço dado há 4 anos atrás não será o mesmo. Só voltará a ser o mesmo 4 anos depois.
No último dia (31) após uma entrevista do ex-prefeito Marcos a Araça FM, o povo lhe abraçou! E deve continuar lhe abraçando muitas vezes até as eleições.
Para não ser injusto, o povo é a vítima.
Por Aldoberg da Silva