ULTIMAS NOTÍCIAS
By Silvano Silva ✔ | quinta-feira, 25 de agosto de 2016 | Posted in | With 0 comments

Menina  é resgatada com vida 17 horas após terremoto na Itália
 Uma menina de 10 anos foi salva pelos bombeiros após ficar 17 horas soterrada embaixo de escombros de um edifício na cidade italiana de Pescara del Tronto. No vídeo divulgado pela rede de TV italiana “Sky Italia” é possível ver os bombeiros gritando ‘ela está viva’ enquanto a removem.

O resgate da menina é um alívio no meio de tanta dor. Pelo menos 247 pessoas morreram na região após o terremoto de 6,2 graus de magnitude às 3:30 da madrugada de ontem.

As imagens mostram apenas as pernas da menina cobertas de poeira, enquanto equipes de emergência tentavam libertá-la. Um bombeiro tenta acalmar a menina quando, finalmente, ela consegue ser resgatada e alguém diz: “Venha, Giulia, vamos, Giulia. ... Cuidado com a cabeça”, Todos comemoraram quando a menina foi resgatada com vida.

O Corpo de Bombeiros da Itália também divulgou um vídeo que mostra o resgate de uma criança e um bebê em Amatrice, outra cidade bastante atingida pelos tremores. Segundo a imprensa italiana, dezenas de crianças estão entre as vítimas.

Extra Online.com.br
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

Belas do Belo vencem na Copa do Brasil
 As meninas do Botafogo-PB estrearam bem na Copa do Brasil de futebol feminino. Com gol de Raisa, as Belas do Belo bateram o Náutico por 1 a 0, na tarde de ontem, quarta-feira (24), no estádio Aflitos, no Recife. O jogo de volta acontece no dia 31 de agosto, quarta-feira, às 15h, no estádio da Graça, em João Pessoa.


O time paraibano joga pelo empate para avançar à próxima fase do torneio nacional.


Esta é a décima edição da Copa do Brasil de Futebol Feminino, com 32 equipes lutando pelo título de uma das competições mais importantes do futebol feminino no Brasil.


O torneio é dividido em cinco fases e nas duas primeiras etapas a equipe visitante que vencer por três ou mais gols de diferença elimina o jogo de volta. O sistema é mata-mata, sendo assim, a cada fase um time classifica-se para etapa seguinte e o outro fica de fora.
Pbagora
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

Princípio de rebelião deixa feridos no Roger
Um princípio de rebelião na madrugada desta quinta-feira (25) no presídio de segurança média do Roger, em João Pessoa, deixou várias pessoas feridas, dentre eles, um agente penitenciário e três apenados.


O tumulto foi iniciado quando os agentes impediram que presos pegassem um pacote com drogas e celulares jogado dentro do presídio. O problema foi resolvido após a intervenção do Grupo Penitenciário de Operações Especiais.


Balas de borracha foram disparadas e feriram dois dos três presidiários feridos, oagente foi atacado por uma garrafada e todos foram socorridos para o hospital de Trauma.


A unidade de saúde divulgou que um dos presos não identificado, foi baleado na cabeça e está em situação grave. O outro, de 19 anos, foi atingido na orelha e está internado em estado regular.


O estado de saúde do agente não foi divulgado.



Com o PortalPbagora Foto: Divulgação

By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

Admirador da radiodifusão, o deputado federal Rômulo Gouveia (PSD) tem auxiliado os radiodifusores da Paraíba para que as emissoras de rádio AM possam migrar para FM. Gouveia tem articulado encontros de empresários paraibanos com o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, para dá prosseguimento a mudança nas rádios do Estado.

De acordo com dados do Ministério, na Paraíba, 23 emissoras estão em processo de migração da AM para FM. A última emissora a iniciar o processo foi a Rádio Cidade De Sumé Ltda. O diretor-presidente da emissora, Alberto Batinga, foi acompanhado pelo deputado a uma audiência com o Ministro Gilberto Kassab. A rádio, que hoje opera em AM, passará a ocupar a frequência 103,5 FM. Outros empresários da Paraíba já foram acompanhados pelo deputado em reuniões semelhantes.

O deputado destacou a importância das rádios para a sociedade, por ser o veículo de comunicação de maior alcance no país, responsável por levar informação, entretenimento e educação aos mais difusos recantos do Brasil. Gouveia ainda lembrou as dificuldades que os proprietários das rádios vinham enfrentando e se colocou a disposição dos radiodifusores para auxiliar na migração de espectro. “A adaptação era uma reivindicação antiga dos radiodifusores, já que as rádios AM vinham enfrentando queda de audiência e de faturamento devido à perda de qualidade do sinal. Com a mudança de frequência, as rádios AM ganham mais qualidade de sinal, além de poderem ser sintonizadas em celulares e tablets”, disse o deputado, se colocando a disposição de outras emissoras.

Nas localidades com espectro cheio, o Ministério das Comunicações esclareceu que as emissoras terão de aguardar a liberação do espaço que vai ocorrer com a digitalização da TV no país. Os canais 5 e 6, que hoje são ocupados por canais de TV analógicos, serão desocupados e destinados à FM. Hoje, as FMs são sintonizadas na faixa de 87.9 MHz a 107.9 MHz. Com a liberação dos canais, essa frequência será estendida de 76 MHz a 107.9 MHz.

Das 1.781 emissoras AM do Brasil, 1.384 pediram para migrar a frequência. Desse total, 948 possuem canal previsto no Plano Básico da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). As outras 436 rádios estão no chamado lote residual, em áreas onde o espectro não possui espaço disponível. Nesses casos, as estações devem esperar o desligamento do sinal analógico de televisão em suas regiões.
Assessoria 

By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

O Nordeste concentra as cidades mais violentas do país. Com o surgimento de novos polos econômicos nas últimas décadas, a região precisou lidar com uma onda de criminalidade para qual não estava preparada. O resultado é que, hoje, dos 150 municípios com as maiores taxas de homicídio por arma de fogo no Brasil, 107 ficam no Nordeste – dois a cada três. No ranking de capitais, as seis primeiras colocadas também são da região.
Os dados compõem o Mapa da Violência 2016 – Homicídios por Armas de Fogo no Brasil, elaborado pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso), sob coordenação do sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz. Eles mostram que, apesar de o crescimento das mortes por arma de fogo ter desacelerado na última década no país, as realidades locais e regionais não seguem um padrão.
Enquanto Rio e São Paulo, por exemplo, conseguiram reduzir os índices de assassinatos após investimentos em segurança, o Nordeste dobrou sua taxa de homicídio de 16,2 para 32,8 entre 2004 e 2014, puxando, ano a ano, os resultados do Brasil para cima. O índice é bem superior ao da segunda colocada, a Região Centro-Oeste, que tem taxa de 26 mortes por 100.000 habitantes e registrou aumento de 39,5% no período. Já o Sudeste foi o único a recuar nessa década, 41,4%, e tem catorze homicídios por arma de fogo para cada 100.000. No país, a média é de 21,2 homicídios por 100.000 habitantes.
Em 2014, o índice médio do Nordeste foi liderado por Alagoas (56,1), Ceará (42,9), Sergipe (41,2) e Rio Grande do Norte (38,9). “Na virada do século, todos eram Estados que apresentavam bons índices”, afirma Jacobo Waiselfisz. “Locais que antes tinham altos índices, como São Paulo, Rio e Pernambuco, passaram a receber recursos, e as taxas caíram.”
No Brasil, dois municípios têm taxa superior a cem homicídios por arma de fogo para cada 100.000 – número equivalente ao de zonas de guerra. São eles: Mata de São João (102,9), na Bahia, e Murici (100,7), em Alagoas, ambos em regiões metropolitanas do Nordeste. Para o cálculo, foram consideradas as cidades com mais de 10 mil habitantes, onde aconteceram 98% dos assassinatos por arma no país, no período de 2012 a 2014.
Das 150 cidades mais violentas, apenas 43 não ficam na região. O Distrito Federal e outros oito Estados não têm nenhum município na lista, incluindo São Paulo, Santa Catarina e Acre. Do Nordeste, apenas o Piauí não aparece. O estudo usa dados do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (Datasus).
Segundo Jacobo Waiselfisz, houve uma interiorização dos crimes no Brasil, antes concentrados em grandes capitais. “Surgiram polos industriais, que são atrativos de população e de violência”, diz o sociólogo. Para ele, a “pandemia de violência” não foi acompanhada por incremento no aparato de segurança desses locais.
Já o ranking das capitais, liderado por Fortaleza, no Ceará, tem como base as taxas de 2014. Lá, foram 81,5 homicídios por arma de fogo por 100.000 habitantes. Na sequência, aparecem Maceió (73,7), São Luís (67,1), João Pessoa (60,2), Natal (53) e Aracaju (50,5). Só então, em sétimo lugar, vem Goiânia (48,5), no Centro-Oeste.
De acordo com o levantamento, as armas de fogo mataram 123 pessoas por dia em 2014. Mais do que no Massacre do Carandiru, quando 111 presos foram mortos em São Paulo, em 1992. Para o sociólogo, apesar de a taxa de homicídio estar praticamente estável desde 2003, após uma política de controle de armas, com avanço de 0,3% ao ano, a quantidade de casos ainda preocupa. “A febre persiste. O indivíduo [Brasil] não morreu, mas continua na UTI.”
Estadão
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments


João da Utilar vai ter que se defender na Justiça para participar das eleições (Foto: Divulgação)
O Ministério Público Eleitoral pediu nesta quinta-feira (25) a impugnação da candidatura de João Clemente Neto (PSDB), pela coligação 'A Esperança de Volta'.
A promotora eleitoral da 4ª Zona Eleitoral, Juliana Couto Ramos Sarda, autora da ação, enquadrou o candidato João da Utilar, como é mais conhecido, na 'Lei de Ficha Limpa'.
João Clemente Neto faz parte da relação dos 607 gestores públicos que tiveram as contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado nos últimos oito anos.
A lista, por determinação da Justiça Eleitoral, foi encaminhada ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba em junho deste ano.
O Ministério Público Eleitoral também quer a impugnação do registro de candidatura da postulando ao cargo de prefeita do município de Riachão do Poço, na 4ª Zona Eleitoral. 
Maria Auxiliadora Dias do Rego (DEM) é candidata pela coligação ‘Com a Força do Povo’ e também, de acordo com a promotoria eleitoral caiu na malha da ‘Lei de Ficha Limpa’. 
Os dois candidatos devem ser notificados da ação do Ministério Público Eleitoral.

 Com o Portal.Clickpb
By Silvano Silva ✔ | domingo, 21 de agosto de 2016 | Posted in | With 0 comments

Dois em três alunos de federais são das classes D e E, diz pesquisa
 O total de estudantes das classes D e E em universidades federais brasileiras aumentou entre 2010 e 2014, segundo pesquisa feita pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes). O trabalho indica que dois terços dos alunos (66,19%) vêm de famílias cuja renda não ultrapassa 1,5 salário mínimo per capita (R$ 1.320). Em 2010, eram 44%.

Quando se analisa os dados brutos de renda, a tendência se repete. O porcentual de estudantes nas universidades federais brasileiras com renda familiar bruta de até três salários mínimos (R$ 2.640) saltou de 40,66% para 51,43%. Já a participação de estudantes de famílias cuja renda bruta está entre nove e dez salários mínimos (R$ 7.920 a R$ 8.800) caiu no mesmo período de 6,57% para 2,96%. Os alunos de famílias com renda bruta acima de dez salários mínimos também estão agora em menor porcentual. Em 2010, eles representavam 16,72% dos estudantes nas federais. Agora, são 10,6%.

Além da maior presença de estudantes de classes econômicas menos privilegiadas, o estudo identificou um aumento da participação de alunos autodeclarados pretos e pardos. Eles representam 47,57% dos entrevistados. Em 1997, 2,2% dos pardos e 1,8% dos negros entre 18 e 24 anos cursavam ou já haviam concluído um curso de graduação no País.

"O mito de que a universidade federal é para elite está sendo destruído", resumiu a presidente da Andifes, Ângela Paiva Cruz, ao anunciar os dados. Para ela, a pesquisa deixa claro que a universidade está mais acessível e inclusiva. "Para se ter uma ideia, 65,34% dos alunos têm uma formação superior a que é apresentada por suas mães", completa.

Embora os números apontados sejam animadores, afirma Ângela, há muito mais a ser feito. O Brasil está longe da meta de ter 34% dos jovens no ensino superior. Atualmente, 17% dessa população está na faculdade. "Uma educação elitista é aquela em que apenas 15% dos jovens cursam ensino superior. Estamos pouco acima disso", afirmou o vice-presidente da Andifes, Orlando Amaral.

Ângela disse ser necessário o reforço de políticas para dar continuidade à democratização do acesso e, sobretudo, garantias de assistência aos estudantes.

Trabalho O trabalho mostra, por exemplo, que 35,9% dos estudantes têm uma jornada de trabalho de 20 horas semanais. Dos entrevistados, 45,72% disseram não ter mais do que cinco horas extras para estudo e 42% avaliaram que a dificuldade financeira atrapalha o desempenho acadêmico.


Com Andifes
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments


A Globo, que há dois anos lidera uma campanha contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, viu ontem dois heróis olímpicos atribuírem seu sucesso a um programa lançado por ele, em seu primeiro mandato: o Segundo Tempo.
Na edição do Jornal Nacional, a apresentadora Renata Vasconcellos quis saber como dois atletas, Isaías Queiroz, nascido em Ubaitaba (BA), e Erlon Silva, de Ubatã (BA), começaram a praticar um esporte tão pouco conhecido, a canoagem, mesmo longe dos centros mais desenvolvidos do País.
A resposta foi um tapa com luva de pelica. "A gente começou com um programa do governo federal, o Segundo Tempo, que tinha vôlei, futebol e canoagem. Como eu gostava de água, fui para a canoagem", disse Erlon. "Mesma coisa, foi no Segundo Tempo, um programa do governo federal e do Ministério do Esporte", disse Isaquias, o maior medalhista brasileiro em todos os tempos.
O Segundo Tempo foi lançado pelo governo Lula em abril de 2003, quando ele tinha apenas quatro meses de mandato, como um instrumento de inclusão social. Naquele momento, o Brasil nem sonhava em sediar as Olimpíadas – direito conquistado apenas em 2009.
Em 2003, quando o Segundo Tempo começou, Erlon tinha apenas 12 anos. Isaquias, por sua vez, tinha apenas 9. Nenhum dois dois poderia imaginar que chegaria tão longe.
Assista, aqui, à reportagem do Jornal Nacional.
Abaixo, a notícia de quando o Segundo Tempo foi lançado:
23/04/2003 às 12:27h - Ministérios do Esporte e da Educação lançam o programa Segundo Tempo
Os ministros do Esporte, Agnelo Queiroz, e da Educação, Cristóvam Buarque, assinaram hoje protocolo de cooperação para desenvolver projetos de parceria entre os dois ministérios. O primeiro programa será o “Segundo Tempo”, que criará uma estrutura nas escolas públicas, para o estudante permanecer na instituição em tempo integral. A idéia é que nesse tempo os alunos desenvolvam atividades esportivas, culturais e pedagógicas. 
O programa vai beneficiar 100 mil crianças na fase inicial. Ao final dos quatro anos do governo Lula, o benefício deverá ter atingido quatro milhões de crianças e adolescentes em todo o País, segundo meta dos dois ministérios. Agnelo e Cristóvam destacaram que o programa “Segundo Tempo” faz parte de uma estratégia de governo para melhorar a qualidade da educação e tirar crianças e adolescentes da violência e das drogas. 
Agnelo Queiroz acredita que o programa “Segundo Tempo” além de incentivar a inclusão social por meio da prática esportiva, permitirá ainda uma melhor formação das crianças e adolescentes. De acordo com a proposta, a criança ficará durante um turno na escola e, no outro, fará atividades pedagógicas. Nesse período, ela poderá fazer seus deveres escolares, receber reforço alimentar e ainda praticar uma atividade esportiva. 
“A proposta desse programa é tornar a escola atrativa e alegre”, destacou Cristóvam. Ele também lembrou que esporte tem um papel importante no processo de formação do cidadão e poderá contribuir na redução da evasão escolar, que hoje atinge 60% dos alunos do ensino médio. 
“Esse é um programa que dá oportunidade às crianças, cuja situação familiar não permite maiores investimentos no desenvolvimento escolar”, disse Agnelo. O Ministério do Esporte está firmando parcerias com o Sesc, clubes sociais, organizações não-governamentais (ONGs), prefeituras e as Forças Armadas para ampliar o programa. 
Ação de governo – O projeto é parte da iniciativa do governo Lula em fazer uma ação articulada entre seus ministérios. A principal função de cada um neste caso será capacitar os professores de educação física de todo o país, oferecendo cursos aos profissionais. O Ministério do Esporte deverá, ainda, distribuir material esportivo para as escolas e o Ministério da Educação terá a função de esclarecer as universidades do País para que disponibilizem seus estudantes de educação física para trabalhar como monitores dos programas. 
A cooperação entre os dois ministérios foi elogiada pelo presidente da Comissão de Educação e Desporto da Câmara, deputado Gastão Vieira (PMDB-MA), que esteve presente ao ato de assinatura. Segundo ele, o acordo mostra que o governo tem o firme propósito de melhorar a qualidade do ensino brasileiro. “O esporte é um grande instrumento educacional, de lazer e rendimento”, destacou o ex-jogador e deputado Deley (PL-RJ). 
Brasil 247 

By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

Mais de 500 conselheiros tutelares e de direito da Paraíba participaram na tarde dessa sexta-feira (19), no Espaço Cultural, da aula inaugural do curso de Formação para Conselheiros Tutelares e de Direito de Crianças e Adolescentes. O evento, promovido pela Escola de Conselhos da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), foi aberto pela secretária, Kelly Samara, que representou o governador Ricardo Coutinho.
Ela destacou o compromisso do Governo do Estado em qualificar os conselheiros que lidam diretamente com crianças e adolescentes e da parceria importante dos gestores municipais para ajudar na árdua missão de defender crianças e adolescentes em violação de direitos.
O evento contou com a presença de representantes do Sistema de Garantia de Direitos de Crianças e Adolescentes, entre outras autoridades. 
Palestra e Pesquisa – Ainda na abertura foi ministrada a palestra “Proteção Integral de Criança e Adolescente” pelo professor Pablo Honorato da Escola de Conselhos do Núcleo de Direitos Humanos da Universidade Federal da Paraíba. E foi apresentada a pesquisa sobre violação de direitos de crianças e adolescentes pela professora doutora, Socorro Vieira.  
Na ocasião, também houve a participação da Polícia Militar informando sobre a parceria junto com os conselheiros. 
Programação – Após a aula inaugural, a formação segue com duração de 200 horas, sendo 160 horas de aula presencial que acontecerão nos cinco polos regionais (Sousa, Patos, Monteiro, Campina Grande e João Pessoa) de forma simultânea e mais 40 horas virtual.
A Escola de Conselhos é composta por um coordenador, dois supervisores, dois técnicos administrativos, 16 professores e cinco tutores.
Secom PB 

By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

Fátima Sousa

O atleta pernambucano Marcos Antônio, representante de Picuí/B, foi o vencedor da 15ª Meia Maratona Cidade de João Pessoa nos 21 quilômetros, categoria masculina. Na feminina, a grande vencedora foi Sandra Maria, de Cuité/PB. Na corrida de 5 quilômetros, o vencedor foi Adriano José dos Santos, de Picuí/PB, enquanto que na categoria feminina a vencedora foi Érica da Silva Santos, professora de Educação Física da rede municipal de ensino de João Pessoa.

Na categoria Hand Bike (cadeirantes e bicicletas adaptadas) os vencedores foram Alexandro Carneiro, do Recife/PE e Antônio Oliveira Rodrigues (Brasília). O segundo colocado foi Gilvan Andrade Lima, de João Pessoa e o terceiro lugar ficou com Sansão das Neves, também da Capital paraibana.  

 A largada ocorreu às 7h deste domingo, no Busto de Tamandaré, na orla das praias de Cabo Branco e Tambaú. Participaram cerca de mil atletas, entre profissionais e amadores, na faixa etária entre 18 a 70 anos de idade. 

Os primeiros lugares receberam troféus e uma quantia simbólica de R$ 1.000 (primeiros), R$ 700,00, segundo e o terceiro lugar R$ 500,00. Os vencedores do Hand Baike receberam apenas os troféus e medalhas, a última comenda entregue também a todos os participantes.

Superação - Bastante eufórica com o sucesso da corrida, a professora Érica considerou que o grande mérito de uma pessoa que gosta de esporte e quer ser um atleta, é ter a coragem de começar. “Desde os 12 anos de idade que me dedico à corrida esportiva. Acho que qualquer pessoa consegue, basta ter vontade e a orientação de um profissional”, admitiu.

O pernambucano Marcos Antônio, também não escondeu a alegria de ter vencido a 15ª Maratona 21 quilômetros. “O importante é ser estratégico. Numa corrida temos que superar as dificuldades. Nos dois últimos quilômetros enfrentamos uma forte corrente de vento. Coloquei um novo ritmo e consegui chegar com sucesso”, revelou. Ele agradeceu o pessoal de Picuí pela oportunidade de participação.

O evento, que contou com um representativo público e grande animação de torcedores, encerrou a programação comemorativa dos 436 anos da cidade de João Pessoa 2016. Foi realizado pela Prefeitura Municipal (PMJP), através da Secretaria de Juventude, Esporte e Recreação (Sejer). O encerramento da Maratona se deu às 10h, após a entrega dos prêmios, troféus e medalhas dos vencedores e demais participantes. Antes da largada, a coordenadora do Projeto Vida Saudável, Ellen Correia, orientou uma atividade animada de aquecimento com os atletas.

Os atletas dos 21 quilômetros seguiram um trajeto pelas Avenidas Epitácio Pessoa, Monsenhor Walfredo Leal, Princesa Izabel, Dom Pedro I, Eurípedes Tavares e Getúlio Vargas. De lá desceu para o anel externo da Lagoa, onde foi realizado o percurso da volta, encerrando-se no ponto de largada, na Avenida Cabo Branco.

Os atletas da corrida de 5 quilômetros, formada por atletas amadores, corredores do cotidiano, fizeram o percurso de ida e volta exclusivamente na Avenida Cabo Branco, partindo do Busto de Tamandaré até o Ed. Saulo Mendonça, na orla de Cabo Branco. 

O secretário de Esportes da PMJP, Edmilson Alves, considerou o esporte de fundamental importância para a saúde do cidadão e a realização da maratona, como marco da programação comemorativa ao aniversário da cidade. “A maratona faz parte do calendário oficial, mas o foco do evento é chamar a atenção para o esporte como de fundamental importância ira para a população. A nossa política entende o estímulo à saúde através do esporte como ações da transformação social que se quer dentro da gestão municipal”, destacou. Ele agradeceu a participação dos parceiros Valdir Acessórios, Água Mineral Indaiá e Ideal, Nordif e Grafitel para a realização e o sucesso do evento.
Secom JP 
By Silvano Silva ✔ | quinta-feira, 18 de agosto de 2016 | Posted in | With 0 comments



O bombeiro militar paraibano Yuri Marinho participou da equipe brasileira que estreou no 48º Campeonato Mundial Militar, e que agora volta para casa com seis medalhas na bagagem. Duas delas foram conquistadas em provas disputadas pelo grupo e mais quatro nas individuais. No total, foram dois ouros, duas pratas e dois bronzes alcançados. A competição contou com militares e outros atletas de vários países do mundo.

Conforme o soldado Yuri Marinho, a equipe brasileira, que pela primeira vez levou um grupo completo para o evento, conquistou o primeiro lugar no revezamento 4x50 metros medlay, batendo o recorde mundial da prova e deixando para trás outras nove equipes. Outro bom resultado foi a terceira colocação nos 4x50 metros com obstáculo.



A equipe ainda fez o quarto melhor tempo na prova dos 4x25 metros, com reboque de manequim. Todas as modalidades da competição são do tipo Life-saving (salvamento aquático), voltadas para o aperfeiçoamento de técnicas de salvamento. No individual, disputando com mais de 30 atletas, Yuri Marinho ainda alcançou o quarto lugar no 4x50 com reboque de manequim e no revezamento de praia.

“Foi uma experiência muito rica para todos nós. Competimos em nível de mundo e pudemos perceber que os brasileiros são muito capacitados em relação ao esporte voltado para o salvamento. Eleva nossa moral e vontade de querer melhorar para trabalhar bem e também representar o Brasil e a instituição bombeiro militar”, disse, ao acrescentar que o Brasil foi o único país a ter bombeiros integrando as equipes. As demais delegações tinham apenas atletas das forças armadas.


Secom
By Silvano Silva ✔ | | Posted in | With 0 comments

Alunos se preparam para etapa da Olimpíada de Robótica
 Cerca de 650 alunos do Ensino Médio da rede estadual se preparam para participar da etapa Paraíba da Olimpíada Brasileira de Robótica, que começa no próximo dia 23. Serão cinco dias de competições, reunindo 160 equipes e 68 professores de 10 Gerências Regionais de Educação (GREs), da Secretaria de Estado da Educação (SEE).


Uma das escolas participantes é a Horácio de Almeida, do bairro Alto do Mateus, em João Pessoa. A unidade participou das edições de 2014 e 2015 da OBR na Paraíba e conquistou medalhas nos dois anos. Agora, três alunos e um professor da escola vão competir na etapa estadual. “O projeto de Robótica só veio a contribuir com uma melhor relação de ensino e aprendizagem, objetivando o censo científico nos alunos, alcançando melhoras em várias disciplinas, como: matemática, física, biologia e química”, declarou o vice-diretor da unidade, Jhonatan da Silva.


Na semana passada, representantes das Escolas Cidadãs que vão participar da OBR se reuniram para definir estratégias para o evento. A ideia é trabalhar de forma conjunta para apresentar projetos mais competitivos. O aluno Belarmino Ferreira tem 15 anos e faz o 2º ano do curso de mecânica na Escola Cidadã Integral Técnica de Bayeux. Ele destacou a importância do ensino da robótica para sua formação. “Sempre me interessei pela robótica e, como estou fazendo a oficina desenvolvida na minha escola sobre essa temática, me senti mais estimulado”, disse.


OBR etapa Paraíba - A etapa estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica acontece em João Pessoa, entre os dias 23 e 27 de agosto. O evento vai ser realizado na Estação das Artes e serve como classificatória para a edição nacional da OBR, marcada para o mês de outubro, em Recife.


Secom-PB