ULTIMAS NOTÍCIAS
Apreciação de contas de ex-prefeito atrai atenção da população em Sapé
quinta-feira, 24 de abril de 2014 Posted by Silvano Silva ✔

É grande a expectativa por parte da população da cidade de Sapé, no Brejo paraibano, para saber como será o posicionamento dos vereadores em relação a apreciação das contas do ex-prefeito João da Utilar. João foi preso na ‘Operação Pão e Circo’, deflagrada pela Polícia Federal para investigar crimes de desvio de recursos públicos para a realização de festas/shows.

Segundo o vereador Wilson Nascimento (PSB), a população da cidade aguarda apreensiva pela apuração da apreciação das contas, uma vez que o ex-prefeito já teve suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do estado – TCE – em 2010. A corte impetrou ao gestor multa e a devolução de R$ 140 mil aos cofres públicos.

Em relação ao ano de 2011, o TCE já publicou acórdão recomendando a devolução de mais de R$ 1 milhão.

O vereador Wilson Nascimento destacou ainda que a matéria já passou na Comissão de Finanças, cujo relatório será lido na manhã desta quinta-feira(24), na Câmara Municipal de Sapé, e os parlamentares deverão se pronunciar sobre a matéria.


A operação

A operação “Pão e Circo”, em sua primeira etapa, foi deflagrada, em junho de 2012, pelo Gaeco, pela Polícia Federal e Controladoria Geral da União para desarticular um esquema criminoso criado por empresários, funcionários públicos e prefeitos para fraudar licitações e desviar recursos municipais, estaduais e federais destinados à realização de eventos festivos, em 13 municípios da Paraíba: Mamanguape, Sapé, Solânea, Santa Rita, Itapororoca, Conde, Jacaraú, Mulungu, Boa Ventura, Capim, Cuité de Mamanguape, Alhandra e Cabedelo.

Na época, foram cumpridos 65 mandados de busca e apreensão, 28 de prisão temporária e 5 de condução coercitiva. Das 28 pessoas presas, 10 eram servidores públicos e, entre eles, estavam os então prefeitos de Alhandra, Sapé e Solânea.

O desdobramento das investigações revelou que muitos outros municípios paraibanos também foram vítimas do esquema criminoso. Estima-se que tenham sido desviados dos cofres públicos mais de R$ 50 milhões de reais.

Leia também:






PB Agora

Silvano Silva ✔

Obrigado pela visita!

Nenhum comentário:

Comente esta notícia!