ULTIMAS NOTÍCIAS
Campanha Nacional de Hanseníase, Verminoses e Tracoma começa segunda-feira
sábado, 24 de maio de 2014 Posted by Silvano Silva ✔


Campanha Nacional de Hanseníase, Verminoses e Tracoma começa segunda-feiraImagem da Internet
Nesta segunda-feira (26), começa a 2ª Campanha Nacional de Hanseníase, Geo-Helmintíases (verminoses) e Tracoma (inflamação dos olhos), nas escolas de ensino fundamental de 50 municípios paraibanos. O evento se estenderá até a sexta-feira (30), com o objetivo de reduzir a carga parasitária de vermes em estudantes; identificar casos suspeitos de hanseníase; diagnosticar e tratar casos de tracoma nos escolares de cinco a 14 anos. A campanha é uma parceria das Secretarias de Estado da Saúde (Núcleos de Doenças Endêmicas e Vigilância Ambiental) e da Educação.
Cada município deverá iniciar as atividades de acordo com a sua realidade – calendário escolar, feriados municipais, recessos. “No ano passado, por determinação do Ministério da Saúde, trabalhamos apenas com 15 municípios prioritários, com maior risco e número de casos de geo-helmitíases”, informou a chefe do Núcleo de Doenças Endêmicas da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Mauricélia Holmes. 
Ela explicou ainda que em 2014 o Ministério deixou em aberto para municípios que quisessem aderir à campanha. “Dos 50 municípios beneficiados neste ano, 24 receberão recursos financeiros – de acordo com critérios estabelecidos pelo MS (Índice de Desenvolvimento Humano e coleta de lixo, por exemplo). Os demais aderiram porque realmente querem participar da campanha. Todos eles receberão material informativo e medicamentos”, disse.
Geo-Helmintíases (Verminoses) - Verminoses, no geral, interferem e afetam o desenvolvimento físico e intelectual das crianças. A intenção é que sejam beneficiados cerca de 135 mil estudantes, em 1.126 escolas. De acordo com o médico sanitarista do Núcleo de Vigilância Ambiental, da SES, Antônio Bernardo Filho, a conscientização da população é a melhor saída para diminuir o número de casos.
“Nesta campanha, estamos tentando sensibilizar professores, alunos e familiares. A criança só toma a medicação com autorização dos pais e os efeitos colaterais são mínimos (dor de cabeça e enjoo, em raras situações)”, alertou.
Para Bernardo, além do desenvolvimento da educação, o saneamento básico é imprescindível. “Os gestores precisam estar em constante busca pelas melhores condições de vida da população. Precisamos mudar nossas condutas de higiene, exigir medidas sanitárias mais sérias no saneamento básico, bem como no treinamento e controle sanitário de restaurantes, bares, lanchonetes, escolas e tudo que se relacione à veiculação de água e alimentos”, afirmou.
Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmam que mais de dois bilhões de pessoas, no mundo, hoje estão infectadas com algum tipo de verme ou parasita. Estima-se que 60% dessas infecções têm associação a deficiências nutricionais, principalmente, carência de ferro e vitaminas. E este problema não acomete apenas pessoas de baixa renda.
Hanseníase - Por ano, surgem cerca de 700 novos casos de hanseníase no Estado. Os dados parciais afirmam que em 2014 já existem 300 novos casos. Em 2012, 49 crianças (menores de 15 anos) foram diagnosticadas com hanseníase e em 2013 o número caiu para 29. De acordo com Mauricélia, o número ainda é alto. “Quando a criança vem a adoecer de hanseníase, é porque existe um adulto próximo a ela que está transmitindo há muito tempo – é preciso ter um contato íntimo e prolongado para que haja a transmissão”, explicou.
“Nós queremos buscar os casos que já existem e, a partir disso, conscientizar as pessoas sobre a existência da doença. As crianças são ótimas fontes de disseminação de informação e, dessa forma, adquirem conhecimento e passam para os pais, mostrando que também é importante eles se auto-examinarem”, pontuou.
A hanseníase é uma doença infecciosa e contagiosa causada por um bacilo denominado Mycobacterium leprae. Não é hereditária e sua evolução depende de características do sistema imunológico da pessoa infectada.
Os sintomas incluem: sensação de formigamento; fisgadas ou dormência nas extremidades; manchas brancas ou avermelhadas, geralmente com perda da sensibilidade ao calor, frio, dor e tato; áreas da pele aparentemente normais que têm alteração da sensibilidade e da secreção de suor; caroços e placas em qualquer local do corpo e diminuição da força muscular (dificuldade para segurar objetos).
A hanseníase tem cura e o tratamento é feito nas unidades de saúde gratuitamente. A cura é mais fácil e rápida quanto mais precoce for o diagnóstico. O tratamento da hanseníase é via oral, constituído pela associação de dois ou três medicamentos e é denominado poliquimioterapia.
Tracoma - Tracoma é uma doença oftálmica altamente contagiosa, de etiologia bacteriana, causadora de comprometimentos na córnea e na conjuntiva. Provoca fotofobia, dor e lacrimejamento, podendo levar à cegueira.É causada por infecção bacteriana crônica deflagrada pelo micro-organismo Chlamydia trachomatis, transmitida por moscas caseiras e falta de higiene.
Se não for tratada adequadamente com antibióticos orais, os sintomas poderão causar cegueira, resultado da ulceração e cicatrização da córnea. A doença pode ser efetivamente tratada com azitromicina, cirurgia, antibióticos e boas condições de higiene.

Assessoria

Silvano Silva ✔

Obrigado pela visita!

Nenhum comentário:

Comente esta notícia!