ULTIMAS NOTÍCIAS
Corpo de médico assassinado no Grande Recife segue para a Paraíba
quarta-feira, 14 de maio de 2014 Posted by Silvano Silva ✔


Artur Eugênio de Azevedo Pereira foi encontrado morto em Jaboatão. Velório aconteceu no Real Hospital Português, no Recife.
Médico achado mortoO corpo do médico Artur Eugênio de Azevedo Pereira, 36 anos, encontrado morto na terça-feira (13), em Jaboatão dos Guararapes, Grande Recife, seguiu para ser enterrado em Campina Grande (PB), cidade natal da vítima, durante a manhã desta quarta (14). O velório aconteceu no Real Hospital Português, no Recife, até as 6h30 e reuniu amigos e familiares do cirurgião torácico.
Durante a manhã desta quarta, a Polícia Civil de Pernambuco informou que o delegado responsável pelo caso, Guilherme Caraciolo, da 1ª Divisão de Homicídios de Jaboatão, ainda não deve ser pronunciar sobre o caso, já que as investigações ainda estão no começo. Na terça, o Disque-Denúncia Pernambuco anunciou que está oferecendo recompensa de R$ 10 mil para quem repassar pista que possa levar aos suspeitos de assassinar o médico Artur de Azevedo.
Quem tiver informações sobre o caso pode ligar para (81) 3421-9595, que atende à Região Metropolitana do Recife e Mata Norte, ou (81) 3719-4545 (interior do estado). Também é possível repassar informações através do site da central, que permite o envio de fotos e vídeos.

Entenda o caso
O corpo do médico Artur Eugênio de Azevedo Pereira, 36 anos foi encontrado às margens da BR-101 Sul, em Jaboatão dos Guararapes, com marca de quatro tiros.

A vítima foi vista pela última vez na noite de segunda (12) ao deixar o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP), em Santo Amaro, área central do Recife, onde trabalhava. De acordo com a assessoria de imprensa da unidade, imagens das câmeras de segurança do prédio registraram a saída dele do local por volta das 19h30. Depois desse horário, Artur ligou pra mulher e disse que ia visitar um paciente no Hospital Português. Após a ligação, ele não fez mais contato com amigos ou familiares. O cadáver foi encontrado com quatro marcas de bala: três nas costas e uma na cabeça .
De acordo com a polícia, o carro da vítima foi queimado e abandonado no bairro da Guabiraba, Zona Norte do Recife, nas proximidades do Centro de Treinamento do Náutico.
Artur era paraibano e atuava no HCP, Hospital das Clínicas, Imip e Português. Ele tinha família em Campina Grande e era formado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). O médico era benquisto e descrito como uma pessoa calma.


G1.Globo

Silvano Silva ✔

Obrigado pela visita!

Nenhum comentário:

Comente esta notícia!