ULTIMAS NOTÍCIAS
Prefeito da Zona da Mata volta a se confrontar com a imprensa e cobra de emissora comunitária retirada de prédio para dar lugar a setor da prefeitura
sábado, 21 de novembro de 2015 Posted by Silvano Silva ✔

Radio_araca1A aparente tranquilidade que pairava a cena política e administrativa da cidade de Mari, Zona da Mata da Paraíba, parece ter chegado ao fim e o prefeito Marcos Martins voltou a agir contra setores da mídia local, mais precisamente contra a Rádio Comunitária Araçá FM.
No programa Araçá em Debate deste sábado (21) o apresentador e Presidente da emissora, Severino Ramo, tornou público mais uma tentativa da prefeitura de tomar posse do prédio onde está instalada a rádio e que inclusive já teria acontecido uma reunião na qual se discutiu a possibilidade da prefeitura de assumir o comando do prédio.
Segundo Ramos, a reunião contou com a presença do suplente de vereador Joseilton Avelino (Dedé), o Assessor de Comunicação Acyr Lessa, um dos advogados da prefeitura e apesar de ter sido convocada pelo Diretor de Cultura do município Assis Firmino, o mesmo não compareceu.
Durante o Araçá em Debate, Assis Firmino participou do programa e confirmou que tem a intenção de tomar posse do prédio da rádio para no mínimo dividir o espaço com outro setor da edilidade.
O Diretor de Cultura do município de Mari, Assis Firmino, confirmou que foi a Brasília e conseguiu a concessão para administrar o prédio e alegando que o espaço é muito grande para funcionar a emissora, já que as rádios que ele conhece são bem menores, a prefeitura tem interesse em dividir o espaço onde funcionaria o Departamento de Cultura.
O Presidente da Rádio Araçá FM, Severino Ramo, disse que não aceita dividir o espaço e que só deixará o prédio por força da justiça.
Após a informação ser tornada pública uma série de ouvintes se revezaram por telefone em apoio a emissora e desaprovando a atitude da prefeitura, do diretor de cultura e do prefeito Marcos Martins.
Não é a primeira vez que o prefeito Marcos Martins tenta desalojar a emissora do local e até já propôs uma audiência pública no MP para instituir um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) para enquadrar os programas jornalísticos da emissora.
Não conseguindo seu intento, Martins encaminhou a Câmara Municipal um Projeto para legislar sobre a concessão de rádio comunitária, indo de encontra ao que reza a constituição. Após muita pressão popular o referido projeto foi retirado de pauta.
Com todas as tentativas de silenciar a emissora frustradas, a ‘briga’ do prefeito com a emissora e outros meios de comunicação da cidade foi parar nas barras da justiça.
O prefeito e seus aliados tem ‘abarrotado’ o cartório do Fórum da Comarca de Mari com processos de calúnia e difamação contra os apresentadores dos programas jornalísticos. De forma escancarada os processos chegam em uma sequencia de forma que fica nítido a litigância de má fé por parte de quem entra com as ações contra os apresentadores da Araçá FM.
A última ação orquestrada vinda por parte do prefeito foi contra a Revista Expresso, o siteExpressoPB.com e a Rádio Araçá FM junto a justiça eleitoral, na qual o seu irmão Wanderley Martins, então presidente do DEM, questiona a divulgação de uma pesquisa de avaliação do cenário político e administrativo da cidade de Mari.
O silêncio da prefeitura nos últimos dias e que muitos questionavam está explicado.
Da Redação 
Do ExpressoPB

Silvano Silva ✔

Obrigado pela visita!

Nenhum comentário:

Comente esta notícia!