ULTIMAS NOTÍCIAS
Governo suspende novas bolsas de pós e graduação no exterior
quarta-feira, 6 de abril de 2016 Posted by Silvano Silva ✔


Cortes no orçamento e o aumento no custo de manutenção de estudantes no exterior por causa da alta do dólar afetam ao menos dois programas mantidos pelo governo federal para apoiar estudantes brasileiros. O primeiro caso é o da suspensão de novas bolsas de pós-graduação no exterior pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), agência do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).
Os cortes nas verbas de fomento à pesquisa no exterior já tinham praticamente congelado, em 2015, a oferta de novas bolsas concedidas pelo CNPq: no ano passado foram concedidas apenas 68 bolsas. Em 2014 o número foi de 7.883.De acordo com o CNPq, "a suspensão se refere apenas a novas bolsas, é temporária e tem relação com a meta fiscal do governo, mas será retomada assim que houver a recomposição do orçamento".
Ciências sem Fronteiras
Novas bolsas concedidas.
anonovas bolsas2.9197.05429.11326.119002012201420160k10k20k30k40k
FONTE: Capes
Em 2013, o CNPq dedicou R$ 401 milhões no pagamento de suas oito modalidades de bolsas de estudo no exterior. No ano seguinte, os gastos subiram para R$ 808 milhões, em uma alta de 101%. Em 2015, último ano em que novas bolsas foram concedidas, os gastos chegaram em R$ 724,5 milhões.
Ciência Sem Fronteiras
O segundo caso de bolsas congeladas ocorre com o programa Ciência sem Fronteiras (CSF), que não concedeu nenhuma nova bolsa tanto em 2015 quanto em 2016. Em 2014, 26.119 bolsas foram concedidas. "Novas ações serão anunciadas oportunamente", informou a Capes ao G1 por meio de nota.
O Ciência sem Fronteiras é uma iniciativa conjunta entre MEC e MCTI, que dá bolsas para que alunos de graduação e pós-graduação façam estágio no exterior. Além disso, "busca atrair pesquisadores do exterior que queiram se fixar no Brasil ou estabelecer parcerias".

A Capes diz que o programa continua sendo executado até que todos os bolsistas concluam seus programas de capacitação no exterior. Atualmente, 13.300 bolsas do CSF estão em andamento.
A coordenação ressalta ainda que o Ciência Sem Fronteiras "alcançou a meta de concessão de 101 mil bolsas de estudos entre 2011 e 2014. Deste total, 65.205 foram pela Capes e o restante pelo CNPq".

Previsão para bolsas tradicionais
Ao G1, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), órgão ligado ao Ministério da Educação (MEC) informou que seus "programas tradicionais" de bolsas no exterior serão mantidos e devem ter novas vagas neste ano.
"Há previsão de divulgação de abertura de processo seletivo para doutorado sanduíche, pós-doc e estágio sênior ainda no primeiro semestre e para doutorado pleno no segundo semestre", informou a Capes.
Bolsas de pós do CNPq
Evolução das novas bolsas concedidas.
anonovas bolsas5296837086677831.19810.03315.1657.883682007,520102012,520150k5k10k15k20k
FONTE: CNPq
Evolução das bolsas do CNPq
A gradual diminuição no ritmo de oferta de novas bolsas do CNPq já vinha afetando as seguintes modalidades: doutorado, doutorado sanduíche, estágios júnior e sêniores, estágio/especialização, graduação sanduíche e pós-doutorado.
Inglaterra, Espanha e Estados Unidos, os três destinos com o maior número de bolsas concedidas em 2015, viram os números despencar no ano passado.
O CNPq atendeu, em 2015, 19 bolsas para acadêmicos brasileiros nos Estados Unidos. Em 2014, foram 756, um número 40 vezes maior que o total concedido no ano passado.
Também houve congelamento nas bolsas concedidas para pesquisa na Espanha. No ano passado, nenhuma foi concedida, sendo que em 2014 foram liberadas 807.

Pesquisas na Inglaterra também apresentaram queda: foram somente duas bolsas em 2015. No ano anterior foram 1.498.
G1 

Silvano Silva ✔

Obrigado pela visita!

Nenhum comentário:

Comente esta notícia!