ULTIMAS NOTÍCIAS
Operação do Detran com Polícia Civil prende despachante que realizou transferências irregulares
quinta-feira, 3 de novembro de 2016 Posted by Silvano Silva ✔


Na operação deflagrada nesta quinta-feira (03) para investigar irregularidades em transferências de veículos entre estados utilizando documentos fraudulentos, foram cumpridos mandados de busca e apreensão em três escritórios de despachantes e três residências em João Pessoa.
As investigações apontaram que alguns os veículos tiveram sua transferência feita de forma irregular podem ter origem ilegal também. Os veículos podem ter sido furtados, roubados ou clonados, de acordo com o que foi relatado em entrevista coletiva concedida na manhã desta quinta-feira (03) na sede do Detran-PB em Mangabeira.
Franklin Rocha, que é despachante, foi detido por possuir munições de armas de fogo em sua residência. As armas foram encontradas durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão. Ele está detido na corregedoria do Detran-PB e será autuado na Central de Polícia ainda hoje.
Foram apreendidos documentos fraudulentos utilizados para transferência irregular de veículos e várias placas de veículos em uma das residências. A operação foi resultado de uma ação integrada da Corregedoria do Detran e equipes da Delegacia de Roubos e Furtos e Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas.
alberto Lira Junior, da corregedoria do Detran-PB, informou que foram detectados cerca de 150 processos constando fraudes. “No decorrer das investigações conseguimos comprovar que junto ao Departamento de Trânsito foram apresentados por três despachantes aqui da capital, 49 processos contendo fraudes no reconhecimento de firma e na expedição de selos digitais”, afirmou o corregedor.

A maioria dos processos com irregularidades são referentes a transferências de veículos entre estados, principalmente provenientes do Rio de Janeiro, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará. Os veículos estariam adentrando no estado da Paraíba ou já sendo encaminhados para outros locais.
Os suspeitos alvos da operação foram os despachantes Franklin Rocha, Jardes Meira e José Oliveira da Silva (Duda Emplacamentos).
O corregedor ainda informou que os despachantes suspeitos de envolvimento nesta fraude são “credenciados junto ao Conselho Regional de Despachantes Documentaristas do Estado da Paraíba. Eles exercem sua função mediante esse credenciamento que os autoriza a ter acesso inclusive ao sistema CODATA/Detran para emissão de documentos, emissão de processos”.

Silvano Silva ✔

Obrigado pela visita!

Nenhum comentário:

Comente esta notícia!