ULTIMAS NOTÍCIAS
Depois de Boqueirão, água do Eixo Leste continuará e vai chegar a mais 12 cidades da Paraíba
sexta-feira, 14 de abril de 2017 Posted by Silvano Silva ✔


O Ministério da Integração Nacional anunciou na noite de ontem (13), em Brasília, que depois da água do Rio São Francisco, transposta pelo Eixo Leste da Transposição, chegar ao açude de Boqueirão para salvar Campina Grande e outros 17 municípios do Compartimento da Borborema, mas 12 cidades banhadas pelo Rio Paraíba serão beneficiadas.
“Nas próximas duas semanas, o governo da Paraíba reforçará as captações necessárias para levar água, além de Campina Grande – segunda maior cidade do estado-, aos moradores de mais 17 cidades: Barra de Santana, Caturité, Queimadas, Pocinhos, Lagoa Seca, Matinhas, São Sebastião de Lagoa de Roça, Alagoa Nova, Boqueirão, Boa Vista, Soledade, Juazeirinho, Cubati, Pedra Lavrada, Olivedos, Seridó e Cabaceiras”, informa nota divulgada nessa quinta-feira pela Assessoria de Comunicação do MI, acrescentando:
Depois do reservatório Boqueirão, a água continuará seguindo o curso do rio Paraíba até a barragem Acauã, para beneficiar ainda mais 132 mil habitantes em mais 12 cidades paraibanas, por meio de sistemas de distribuição de água já implantados. São elas: Aroeiras, Gado Bravo, Itaituba, Ingá, Mogeiro, Juarez Távora, Itabaiana, Salgado de São Félix, São José do Ramos, Pilar, Juripiranga e São Miguel de Taipu.
832 mil beneficiados
Com a chegada das águas do Velho Chico à região de Campina Grande, o Ministério calcula que mais de 700 mil pessoas serão beneficiadas a partir da normalização do abastecimento desse contingente pelo açude de Boqueirão. Com a perenização do Rio Paraíba para além de Boqueirão, alcançando municípios das micro-regiões de Sapé e Itabaiana, mais 132 mil paraibanos serão incorporados ao conjunto de beneficiários da obra da Transposição.
O MI lembra, contudo, que “o tratamento e a distribuição da água do Projeto São Francisco são de responsabilidade das companhias estaduais de abastecimento”. Na Paraíba, reforça, é a Cagepa a empresa encarregada de levar água às torneiras das famílias.
Adutora para Piancó
Na visita que fez ontem à Paraíba, para inspecionar a  chegada da água do Eixo Leste à bacia do açude de Boqueirão, o ministro Helder Barbalho, da Integração, anunciou que o MI já iniciou a licitação para a execução da adutora de engate rápido de Piancó.
“Essa é uma medida emergencial que visa diminuir o sofrimento da população da região, garantindo acesso ao abastecimento de água. A nossa previsão é de que, no período de uma semana, estaremos concluindo esse processo. A partir daí, nós analisaremos as propostas e faremos o julgamento, para podermos concluir a contratação”, ressaltou.
Canal Acuã-Araçagi
Quase sempre ‘vendida’ pela propaganda do governo estadual como iniciativa da gestão Ricardo Coutinho, o Ministério da Integração reafirmou ontem que a maior obra de recursos hídricos em execução na Paraíba – o Canal Acauã-Araçagi – é um projeto do governo federal e será concluída graças ao financiamento da União.
“Desde que o ministro Helder Barbalho assumiu a Pasta, em maio ano passado, até o momento foram investidos R$ 331,9 milhões no Estado para a continuidade da execução da Vertente Litorânea Paraibana (nome oficial do canal), a mais importante obra estruturante da Paraíba, além da construção de açudes, ações emergenciais como a Operação Carro-Pipa Federal e a implementação de adutoras de engate rápido”, destaca o MI.
Água em Monteiro
Informações colhidas pelo blog junto a moradores de Monteiro confirmam, finalmente, que vem mesmo do Eixo Leste da Transposição parte da água tratada que esta semana começou a chegar às casas com mais qualidade e volume. Essa água, que corresponderia a 35% do total das necessidades da população local, é levada às torneiras através de uma adutora que se abastece na barragem São José.
“O restante da água vem do açude de Sumé e, por conta disso, já temos água contínua de sexta a terça-feira para toda a cidade e de terça a quinta um racionamento bastante diminuído”, informou um cidadão residente em Monteiro, primeira cidade da Paraíba por onde passou a água da Transposição, no dia 10 de março passado, sem, no entanto, a Cagepa poder entregar essa água – parte dela – às residências submetidas a um severo abastecimento, até então.
Sobre o Eixo Leste
De acordo com dados frequentemente enviados à imprensa pela Ascom do MI, as águas do Velho Chico percorrem 217 quilômetros no Eixo Leste da Transposição. Passam por canais, seis estações de bombeamento, aquedutos e túnel. “A captação do rio é realizada no lago de Itaparica, entre os municípios pernambucanos de Floresta e Petrolândia. De lá, a água ainda passa por mais duas cidades nesse mesmo estado: Custódia (PE) e Sertânia (PE) – antes do seu destino final na Paraíba”, detalha..

Paraiba.com.br



Silvano Silva ✔

Obrigado pela visita!

Nenhum comentário:

Comente esta notícia!