ULTIMAS NOTÍCIAS
Ingressos para amistoso entre Botafogo-PB e Botafogo-RJ já estão a venda
terça-feira, 1 de julho de 2014 Posted by Silvano Silva ✔


A diretoria abriu novos pontos de vendas de ingressos para o amistoso entre Botafogos. A partida é uma realização do Governo do Estado e irá promover a reinauguração do Estádio José Américo de Almeida, O Almeidão.
Além da nova e da antiga Loja Oficial BeloMania, os bilhetes já podem ser encontrados nos Postos Opção de Mangabeira, na Rua Josefa Taveira, e de Manaíra, na rua João Câncio. Estão a venda, entradas para os três setores do Almeidão.
Os preços reduzidos estão mantidos até encerrar o lote de dez mil ingressos. Para a arquibancada sol, o valor é de R$ 5,00, enquanto para sombra, é de R$ 10,00. Já para o setor das cadeiras, os bilhetes estão disponíveis por R$ 100,00.
De acordo com o último levantamento, já foram vendidos quatro mil ingressos. O Belo enfrenta o Botafogo/RJ na próxima quinta-feira (03), no Almeidão.
Valdo é próximo homenageado da diretoria
A diretoria do Botafogo realiza, na próxima quinta-feira (03), mais uma homenagem da série que vem revivendo a história do clube. Será a vez do ex-zagueiro Valdo, um dos grandes nomes da equipe na década de 1960.
Valdo foi tricampeão com o Botafogo entre os anos de 1968 e 1970, ajudando o Belo a escrever uma história vencedora do time mais vezes Campeão Estadual da Paraíba. O ex-jogador vestiu a camisa alvinegra por quase dez anos consecutivos.
Ele atuava ainda no Estádio Leonardo Vinagre da Silveira, a Graça, antes da inauguração do Estádio José Américo de Almeida, O Almeidão. Nesta quinta, ele vai ao Almeidão para, antes da partida de reinauguração do Estádio, ser congratulado pela diretoria.
Do vice-presidente do clube, Francisco de Assis, e do vice-presidente do Departamento Social, Francisco di Lorenzo Serpa, ele receberá uma camisa oficial com seu nome gravado nas costas, além da Comenda Nininho – O Fiapo de Ouro, e um exemplar da Revista Botafogo.PB.
O amistoso será diante do Botafogo/RJ, às 19h. O confronto é uma realização do Governo do Estado e brinda o público com as novas dependências do Almeidão após as reformas da praça esportiva.
Confira as palavras do vice-presidente do Departamento Social, Francisco di Lorenzo Serpa Valdo era como vinho, quanto mais velho melhor!
Ele começou a sua brilhante carreira jogando nas categorias de base do tradicional Estrela do Mar, do Bairro de Jaguaribe. Por ter uma privilegiada altura e um bom senso de colocação em campo, foi o jogador Edvaldo Clemento dos Santos, apelidado de Valdo, um dos grandes zagueiros do Botafogo e do nosso futebol.
Ainda jovem Valdo foi transferido para o Botafogo Futebol Clube no ano de 1962, época em que o clube começou a se organizar para retomar a hegemonia do futebol paraibano, que então pertencia ao Campinense Clube. Ele era um jogador humilde, simples, que se realizava plenamente jogando com a camisa do time mais vezes campeão do estado.
Honrou a camisa do Belo até os seus últimos dias como jogador, precisamente no ano de 1973. Foi uma década dedicada ao clube. Participou juntamente com os craques de 1968, 1969 e 1970 daquele histórico tricampeonato, quando ao lado de Fernando, Lúcio Mauro, Lando e Zezito segurou a nossa defesa. Comenta-se, entre os frequentadores do clube daquela saudosa época, que na hora de renovação de contrato, Seu Herder (Presidente Herder Henriques) perguntava, Valdo, quanto você quer ganhar? - e ele respondia, qualquer coisa, Seu Herder. Assim era a sua simplicidade.
Com orgulho, o ex-zagueiro lembra ter participado do Torneio Integração, no ano de 1971, no Estado de Goiás, onde o nosso Botafogo foi um dos melhores times daquela competição nacional. Torneio esse que projetou o clube e seus atletas, culminando com a venda do passe de Ferreira, ponta esquerda, para o Cruzeiro, de Tostão, e depois para o Santos, do Rei Pelé.
Contudo, o momento que marcou a sua carreira foi o campeonato vencido em 1968, principalmente o jogo final que foi realizado no Presidente Vargas, contra o Treze Futebol Clube, onde desligaram os refletores e o time, com os dirigentes botafoguenses, teve que pular o muro  do quartel da Polícia Militar.
Valdo, hoje aposentado, foi lembrado pelo atual Governo do Estado, juntamente com o seu companheiro de clube, Zezito, sendo contemplado com uma excelente residência no Condomínio dos Idosos, onde reside e senta na área de lazer com a sua esposa para relembrar os bons tempos com a camisa do Belo.
Eu, ainda garoto, tive o prazer de ver o zagueiro Valdo jogando. E vi quando ele estava prestes a se aposentar, jogando no Campo da Graça, usando das pernas compridas para se antecipar ao atacante, ou subindo e cabeceando para as laterais, ou mesmo estourando a bola para a arquibancada. E quando o jogo terminou com a nossa vitória, um senhor passou por mim e assim disse: - Valdo é como vinho, quanto mais velho melhor!
Em nome da atual Diretoria Executiva do Botafogo Futebol Clube, agradecemos a Valdo, nosso ex craque, tudo o que ele fez pelo nosso clube, entregando-lhe a comenda "Nininho o Fiapo de Ouro", Uma camisa com o seu nome escrito nas costas e a Revista Botafogo-PB.
Obrigado, Valdo, por sua dedicação e amor ao clube!
Francisco Di Lorenzo Serpa
Vice-presidente do Departamento Social
A Comenda “Nininho – O Fiapo de Ouro” é um oferecimento METALURGICA   J PINTO.

Do Pbagora com Assessoria

Silvano Silva ✔

Obrigado pela visita!

Nenhum comentário:

Comente esta notícia!