ULTIMAS NOTÍCIAS
Prefeito de Mari critica postura de rádio comunitária e presidente da emissora emite nota de esclarecimento
terça-feira, 21 de abril de 2015 Posted by Silvano Silva ✔


O Presidente da Rádio Comunitária Araçá FM de Mari, Zona da Mata da Paraíba, Severino Ramo, rebateu com veemência e firmeza as declarações feitas pelo Prefeito daquele município, Marcos Martins, durante a Audiência Pública realizada  na última quinta-feira (16) para tratar de assuntos relacionados ao trânsito, quando o edil mariense afirmou que teria sido proibido de falar ao vivo na emissora e que a rádio seria a culpada pelo alto número de acidentes no trânsito local por não realizar campanhas educativas.
No inicio da nota Ramo lamentou o que chamou de futricas, intrigas e mentiras produzidas pelos que fazem a “administração” municipal de Mari e condenou a postura e procedimentos adotados pelo Prefeito, o que na sua visão são desagregadores, caluniosos, rasteiros e mentirosos.
O Presidente da Araçá FM negou veementemente que alguém na emissora tenha proibido a fala do prefeito ao vivo e revelou já ter convidado o edil mariense várias vezes para conceder entrevista nos programas jornalísticos, mas o mesmo nunca teria se dignado a se quer a responder os convites.
Todo o teor da nota segue forte e esclarece muitos pontos questionados em matéria publicada pelo assessor do Prefeito Professor Josa  em seu Blog.
Confira na íntegra a nota do Presidente da Rádio Araçá FM de Mari, Severino Ramo:

NOTA DE ESCLARECIMENTOS
Inicialmente venho, por meio desta, lamentar as futricas, intrigas e mentiras produzidas pelos que fazem a “administração” municipal de Mari, principalmente, ao que concerne a postura e procedimentos adotados pelo Prefeito constitucional do nosso município, visto que são desagregadores, caluniosos, rasteiros e mentirosos!
Vamos aos fatos: A Audiência Pública realizada na Câmara Municipal para tratar da Educação no trânsito foi solicitada pelos membros do Conselho Tutelar, como pôde ser constatado pelas falas das diversas autoridades estaduais que lá se pronunciaram e afirmaram isso. E não pelo senhor prefeito como ele buscou alardear. Por outro lado, excelentíssimo senhor prefeito não diz a verdade quando afirma que foi proibido de falar na emissora ou que “não quer falar gravado porque eles distorcem minha fala quando lá chega”! Isso é uma infâmia, pois ele faz uma acusação medonha desta sem ter prova alguma, até por que isso nunca aconteceu. Para comprovar a minha afirmativa, pergunte ao senhor prefeito com quem foi que ele marcou a entrevista naquele dia? Pergunte também quando ele teve a fala distorcida na emissora comunitária de Mari? Prefeito, o senhor deveria se dar ao respeito e não utilizar-se de um evento tão importante para o nosso município e nele o senhor tentar espalhar cizânia! O senhor falta com a verdade quando afirma que não pode falar na emissora local; quantas vezes o senhor foi convidado e sequer deu um não como resposta? Quantas vezes o senhor já foi convidado para conceder entrevista e não compareceu? Posso publicar as cópias dos vários ofícios-convites protocolados junto a sua Chefia de Gabinete.
Na sua sanha de nos atingir, o senhor me acusa de trabalhar em João Pessoa e só vir ao município nos finais de semana! E qual o crime que há nisso? Quantos homens e mulheres residem neste município e trabalham em João Pessoa? Trabalham lá e investem o dinheiro conquistado, em Mari. Qual o mal que há nessa prática? O senhor deveria estar preocupado com a prática, por exemplo, do Diretor de Cultura, Esporte e Lazer, pago com o dinheiro público, e que trabalha em João Pessoa todos os dias. Essa prática está certa, prefeito? Enquanto isso, as Políticas Públicas de responsabilidade do seu auxiliar se encontram às moscas, mesmo registrando gastos de mais de um milhão de Reais nos últimos 27 meses! O que foi realizado nas áreas de Cultura, Esportes e Lazer no período citado, prefeito. Faço a pergunta baseado na acusação feita pelo senhor a minha pessoa. Se eu não tenho condições de conduzir corretamente a emissora comunitária por trabalhar na Capital, como pode o senhor manter uma pessoa em cargo comissionado/confiança (40 horas semanais) para gerir a Cultura, o Esporte e o Lazer em nosso município, se ela trabalha os cincos dias (uteis) da semana na Capital do Estado? Responda não a mim, mas para a sociedade mariense!
Tentando transferir a sua responsabilidade, uma prática corriqueira sua, para os que fazem a emissora comunitária, afirma que os problemas no trânsito, na saúde e noutros temas importantes é “culpa da Rádio porque não faz um trabalho educativo e preventivo”. Prefeito se há uma entidade que faz trabalho educativo e preventivo neste município é exatamente a Radio comunitária Araçá FM! Basta acompanhar a programação diária da emissora comunitária para se constatar a minha afirmativa.
Pergunto ao senhor que foi eleito para gerir todas as Políticas Públicas do município, qual o trabalho educativo e preventivo que tem sido feito pelo seu ‘governo’? Como se encontra a execução do Projeto de Lei apresentado pelo Vereador Magdiel Olinto e aprovada na Câmara Municipal, ainda, no ano de 2013 e que se destina a implantação da disciplina Educação no Trânsito nas escolas municipais? Os meninos e meninas que estudam nas escolas municipais estão recebendo o conteúdo contido no mencionado projeto? Ou será que essa ação educativa, preventiva e formativa é de responsabilidade da Araçá FM?
Infelizmente, o senhor prefeito não tem limites na sua corriqueira prática de faltar com a verdade, visto que em mais uma afirmativa mentirosa e caluniosa, diz que foi feito um “acordo judicial para voltar o programa da prefeitura no ar”. Pura mentira! Como pode a “a autoridade máxima do município” no encerramento de uma Audiência Pública proferir tamanha inverdade? Não houve acordo judicial algum, até porque não há nenhuma ação da emissora contra a prefeitura, nem neste e nem noutro sentido. E para dirimir qualquer dúvida neste aspecto, coloco a disposição do Procurador Jurídico do município, o senhor Eric Montenegro, para esclarecer as afirmativas do senhor prefeito. Isto porque tem sido o Dr. Eric Montenegro, ao seu pedido, que tenho mantido um diálogo permanente sobre a tentativa de minimizar as querelas provocadas pelos “assessores de comunicação” e auxiliares da prefeitura municipal contra aos que fazem a Araçá FM.
Finalmente, o senhor prefeito diz “que não se deveria se ter chegado a este ponto”. De fato, jamais era pra ter se chegado a tal ponto mesmo! O ponto da calúnia, da mentira, da desfaçatez, da enganação e do achincalho com a nossa população. Neste ponto jamais deveria ter se chegado mesmo! Sabe, senhor prefeito, porque foi que o senhor preferiu atacar os que fazem a Radio Comunitária Araçá FM, em vez de encaminhar o que fora sugerido na Audiência? Por que o senhor não assume compromisso com qualquer coisa que possa contribuir com a melhoria da qualidade de vida da nossa comunidade. Por que dentro do seu narcisismo e egoísmo, o senhor só consegue enxergar a si mesmo.
Coloco, pela milésima vez, os programas jornalísticos da emissora a vossa disposição e também da Procuradoria Jurídica do município, com forma de se esclarecer tudo o que foi afirmado acima, inclusive, sobre os vários processos judiciais que o senhor responde na Justiça do nosso Estado, mas que afirma ser invenção nossa.
Atenciosamente,
Severino Ramo do Nascimento
Diretor presidente da Araçá FM”

Com o ExpressoPB

Silvano Silva ✔

Obrigado pela visita!

Nenhum comentário:

Comente esta notícia!