ULTIMAS NOTÍCIAS
Mulher que deu à luz em voo para bebê ter cidadania americana é deportada sem o filho
quinta-feira, 22 de outubro de 2015 Posted by Silvano Silva ✔

Uma mulher que deu à luz em um avião que seguia de Bali (Indonésia) a Los Angeles (EUA), conforme ela havia planejado, foi deportada a Taiwan sem o bebê.
O parto foi feito por uma médica que estava a bordo, com ajuda de comissárias da China Airlines. De acordo com o site "China.com", a taiwanesa disse, ao embarcar, que estava grávida de 32 semanas, limite máximo para voar de acordo com a legislação de Taiwan.
Era mentira. No meio do voo de 14 horas, Jian, como a passageira foi identificada, entrou em trabalho de parto. O objetivo dela, de acordo com o site, era fazer com que o bebê tivesse cidadania americana.
Por causa do incidente, o voo foi desviado e a aeronave aterrissou em Anchorage (Alasca, EUA).
Um comissário disse que, apesar de a bolsa já ter estourada, Jian tentou retardar o parto. Ela se recusou a se deitar, perguntando se o avião já estava no espaço aéreo americano.
Bebês nascidos em aeronaves dentro de 19 km do território americano são elegíveis para a cidadania americana.
Segundo o "China.com", o bebê ganhou cidadania americana, mas a mãe foi deportada. A taiwanesa deve ser obrigada a pegar pelo prejuízo provocado pelo desvio do voo, cerca de R$ 120 mil.

Page Not Found 

Silvano Silva ✔

Obrigado pela visita!

Nenhum comentário:

Comente esta notícia!