ULTIMAS NOTÍCIAS
Presidente da Câmara de Sapé sai em defesa do prefeito e de seu filho e acusa oposição de politicagem barata
sábado, 7 de novembro de 2015 Posted by Silvano Silva ✔

Luiz-LimeiraO clima esquentou na Casa de Augusto dos Anjos, na última quinta-feira(5), depois de críticas feitas pelo vereador João Francisco Neto(Jojó) direcionadas ao prefeito Roberto Feliciano, no grande expediente, quando o parlamentar oposicionista ‘atirou’ farpas em direção ao governo “O Futuro se Faz Agora”, por conta de um giradouro construído recentemente e entregue a população, no Centro da cidade de Sapé.
Tudo começou por conta de uma foto desta obra postada nas redes sociais, no facebook do filho do prefeito Roberto, Flávio Feliciano, o qual exaltou a beleza da foto e a importância do giradouro. Flavinho elogiou o fotógrafo e rebateu críticas de algumas pessoas que taxaram a obra de ‘pau de sebo’, ‘piscina’, ‘pole dance’, entre outros adjetivos nada éticos ou elogiáveis.
Na tribuna da Casa, o vereador Jojó acusou Flavinho de não respeitar o sapeense, e instigou Flavinho a pedir desculpas, por este ter se reportado aos poucos críticos como “babacas. O filho do prefeito, porém, não nominou ninguém, mas apenas se disse magoado por ‘esses babacas’ não reconhecerem o valor do obra. Em Plenário, Jojó acusou Flavinho de não fazer nada pela cidade.
Quando o vereador Jojó parecia ter vencido o debate, o vereador-presidente Luiz Limeira partiu em defesa do prefeito Roberto e de Flavinho, com argumentos fortes e convincentes. “Pra começar, o filho do prefeito sequer tem cargo na esfera municipal, não é vereador nem secretário. Não é funcionário da prefeitura, como pode Vossa Excelência está preocupado com isso?”, pontuou.
Jojó se reportou ao chefe do Executivo como ‘preguiçoso’, bem como teceu duras críticas ao prefeito em relação ao Hopsital Sá Andrade, sendo rebatido pelo presidente: “O prefeito se encontra em Brasília, em busca de recursos para Sapé, mas Vossa Excelência usa essa tribuna para discursos políticos, faz politicagem baixa e de quem não tem ideias. Enquanto isso, defende um ex-administrador que fechou o Hospital.
Luizinho ainda se reportou ao nobre vereador Jojó, dizendo: “Para o vereador Jojó o ex-prefeito de Sapé não deveria devolver nada”, disse se reportando a importância de mais de R$ 500, 000.00 (Quinhentos mil) imputado pelo TCE para devolução por parte do ex-prefeito. “Agora se fosse o atual prefeito ele iria cobrar a devolução. O colega vereador cobra uma verdade e não anda com ela”, disparou Luizinho.
O presidente foi o último vereador a usar do ‘grande expediente”, logo após foi encerrada a sessão. O vereador prometeu argumentações na próxima sessão. Pense num clima quente.
Da Redação 
Com O Interiorano

Silvano Silva ✔

Obrigado pela visita!

Nenhum comentário:

Comente esta notícia!