ULTIMAS NOTÍCIAS
Mais Médicos aumenta em 32% as consultas na Paraíba
quarta-feira, 11 de junho de 2014 Posted by Silvano Silva ✔


Kleide Teixeira
Ministro disse que o governo federal já superou a meta de levar médicos para os municípios que aderiram ao programa
O ministro da Saúde, Arthur Chioro, apresentou ontem, na Estação Cabo Branco, em João Pessoa, um levantamento que mostra o sucesso do programa Mais Médicos em todo o Brasil.
Na Paraíba, em menos de um ano, a iniciativa ampliou em 260 o número de médicos atuando na atenção básica de 114 municípios e 1 distrito de saúde indígena, beneficiando 897 mil pessoas. O levantamento aponta ainda um crescimento de 32,4% no número de consultas realizadas nas unidades básicas de saúde. Em janeiro de 2014, foram contabilizadas 247.641 consultas no Estado contra 187.003 no mesmo período do ano anterior, quando a população ainda não contava com a existência do programa.
O Ministério da Saúde atendeu 100% da demanda por médicos apontada pelos municípios e superou a meta inicialmente estabelecida. Atualmente, o Mais Médicos garante assistência médica nas unidades básicas de saúde para mais de 897 mil paraibanos. Os números foram apresentados pelo ministro Arthur Chioro durante o Seminário Mais Médicos para o Brasil, Mais Saúde para os Brasileiros. Segundo ele, o programa terá de ser mantido no Brasil, qualquer que seja o presidente da República no próximo ano. “Qualquer um que queira desmontar o programa Mais Médicos vai ter de mudar a lei e depois vai ter de se confrontar com os anseios da população brasileira, que é a favor do programa”.
Ele disse que o governo federal já superou a meta de levar médicos para os municípios de todo o país que aderiram ao Programa Mais Médicos. Atualmente mais de 14 mil profissionais atuam em cerca de 4 mil cidades. A maioria (75%) dos médicos está em regiões de grande vulnerabilidade social, como o semiárido nordestino, periferia de grandes centros, municípios com Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) baixo ou muito baixo e regiões com população quilombola, entre outros critérios de vulnerabilidade. “Nós tínhamos um problema da falta de médico, os prefeitos de todo o Brasil solicitaram à presidente Dilma que tomasse uma atitude e ela teve a coragem e a ousadia de unir todos e aprovar uma lei federal que cria o Programa Mais Médicos”.
MINISTRO VÊ MELHORA NA SAÚDE DO POVO
Segundo Arthur Chioro, havia uma expectativa de que o programa só começasse a mostrar resultados mais adiante. “O que está acontecendo em todo Brasil, inclusive aqui na Paraíba, é a identificação de resultados muito objetivos já nesta fase inicial. Esses médicos estão dando a oportunidade de mostrar que a população que vive nas periferias das grandes cidades, que vive no interior, de fato, precisava e agora conta com mais médicos para melhorar a sua saúde”.
Na Paraíba, além do crescimento de 32,4% no número de consultas, observou-se aumento de 39,8% no atendimento em saúde mental (15.340 para 21.450) e de 33% no número de consultas de demanda imediata (65.687 para 87.380). Também foi registrado crescimento de 34,8% no número de agendamento de consultas, que passou de 67.276 em janeiro de 2013 para 90.660 em janeiro deste ano, e 28,2% na quantidade de consultas de cuidado continuado (de 35.063 para 44.945).
Em todo o país, o número geral de consultas realizadas na Atenção Básica cresceu quase 35% no mesmo período – foram 5.972.908 em janeiro de 2014 contra 4.428.112 em janeiro de 2013. Entre esses atendimentos, teve destaque o de pessoas com diabetes, que aumentou cerca de 45% - passou de 587.535, em janeiro de 2013, para 849.751 em janeiro de 2014.
MÉDICA CUBANA FESTEJA
A médica Yenisel Charadán Veranes veio morar na Paraíba para atuar no programa Mais Médicos na cidade de São José dos Cordeiros. Ela disse que a experiência está sendo maravilhosa.
“Eu já trabalhei em outros países, como Venezuela, Bolívia, mas esse aqui é diferente. É maravilhoso”. Com 22 anos de atividade médica, ela disse que foi bem recebida pelo povo paraibano. “Eles são muitos calorosos, solidários. O povo nordestino é muito parecido com o cubano”.
LANÇAMENTO
Lançado em julho de 2013 pela presidente Dilma Rous- seff, o Programa Mais Médicos faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do SUS, com o objetivo de aperfeiçoar a formação de médicos na Atenção Básica, ampliar o número de médicos nas regiões carentes do país e acelerar os investimentos em infraestrutura nos hospitais e unidades de saúde.
Os profissionais do programa cursam especialização em atenção básica e recebem bolsa formação de R$ 10,4 mil por mês e ajuda de custo pagos pelo Ministério da Saúde. 

Lenilson Guedes/JPB

Silvano Silva ✔

Obrigado pela visita!

Nenhum comentário:

Comente esta notícia!